A esperança é a última que morre

Depende da esperança, pois está escrito: maldito o Homem que confia no Homem e faz da carne o seu braço, mas bendito o varão que confia no Senhor e cuja esperança é o Senhor. Quando se fala do propósito de Deus, não é uma coisa incerta, mas praticou o princípio dentro das leis, o resultado é certo e não somos salvos por esperança, mas por certeza. Agora, se você não pratica a vontade de Deus, também é certeza que estará perdida, primeiro temos que conhecer o propósito de Deus e depois pratica-lo, quem pratica o propósito de Deus em si mesmo, com certeza, sairá na vida eterna do espírito lá no plano do céu, pois o propósito é de Deus e Ele não nos confundirá.

É simples ver quem anda no caminho da vida e quem não anda, se a consciência tiver medo da morte, é porque ela não anda no caminho da vida, pois para quem anda no caminho da vida, a morte da carne é o início da vida eterna lá no plano do céu pelo espírito, é uma troca de fase, assim como quando o espermatozóide entra no óvulo da mulher, ali está se iniciando uma troca de fase, ele vai deixar de ser espermatozóide e passar a ser humano, agora também para quem pratica o propósito do Criador Deus, vai deixar de ser humano e passar a ser espiritual lá no reino de Deus, no que é a terceira fase da vida, lá sim teremos a nossa vida eterna, mas ninguém chega no céu por ser bonzinho, ou por ir à igreja, ou por fazer caridade, mas temos que praticar um princípio da coabitação dentro das leis naturais da procriação espiritual, assim como uma mulher que quer se engravidar tem que praticar o princípio da coabitação com um homem para ser inseminado o espermatozóide no ventre dela, daí ela passará por uma gestação até a estatura completa do ser humano no ventre dela e por fim nasce neste mundo como vemos. Não importa quem seja a mulher, praticou o princípio dentro das leis da procriação, a criança nasce.

Assim também é para nascermos no plano do céu pelo espírito, não depende de a pessoa ser boazinha, fazer caridade, ir à igreja, mas ela deve praticar o princípio da coabitação com Deus, inseminar o espírito de Deus dentro dela, gesta-lo para nascer no plano do céu, mas para isto a consciência deve estar no período fértil, assim como a mulher que também deve estar no período fértil para gerar o filho do homem. Por isso o Criador Deus disse: alegra-te ó estéril que não destes à luz, amplia a tua tenda e firma bem as suas estacas e estenda as suas cortinas, porque o teu Criador é o teu marido. Mais adiante, o profeta disse: assim como o noivo se alegra da noiva, assim se alegrará de ti o teu Deus. Quem é que o profeta chama de noiva? A tua consciência, mas se diz que ela deve ser como uma virgem pura, sem má intenção, senão, não gera nada.

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + dez =

Categorias

Postagens Rescentes