A grandiosidade do saber e fazer

Não tem como uma consciência que anda verdadeiramente pelo espírito sair nos infernos, assim como não tem como uma consciência que anda pela carne sair no reino de Deus. A razão da vida não se trata de um sonho onde se pode fantasiar a salvação da nossa consciência, mas é o propósito do Criador Deus estabelecido desde sempre. No céu não se entra sonhando ou fantasiando o caminho da vida, a realidade é clara para os olhos que enxergam, mas todos choram seus tormentos em silêncio por não enxergarem a vida dentro de si, está tudo tão perto, bastaria nos voltarmos para dentro que enxergaríamos o tesouro da vida, o anjo que Deus nos enviou, e seus segredos fundado em nossos corações. A sabedoria edifica a casa dos justos, dos puros de coração, dos que a alojam por prazer, deixando suas portas bem abertas para que ela transite livremente nesta habitação que se chama templo do Altíssimo, ensina e ilumina o caminho dos sábios, sendo assim a sabedoria de Deus é a luz que guia a consciência para a vida no espírito, mas a força e a confiança na carne levam a consciência ao fracasso, mas infelizmente percebeu que a luz da sabedoria com os raios reluzentes se tornaram muito mais belos após perde-la e se encontrar em uma escuridão eterna, sendo tarde demais.

Temos que estar firmes em nosso caminho enquanto pulsa nossos corações, devemos estar cientes de nossos passos, sem olhar para trás, para não virarmos estátua de sal, pois retroceder na vida é perder a vida por ter vivido a vida que não era para viver, gastando nosso curto tempo neste mundo para escolhas inúteis. Na verdade, o silêncio é a resposta para todas as perguntas, sem ações nada vale, pois são as nossas ações que mostram onde estamos ligados, falar todo mundo fala, agora quem enxerga de fato onde está e como está? O novo requer escolhas e decisões, renúncia e prática, e com certeza, escolhendo o espírito de Deus encontrará leveza em um mundo caótico, tranquilo é aquele que anda com o senhor, aquele que anda junto à paz, por isso o renovo aquietou meu coração, trouxe a paz e a calmaria que lumiou toda escuridão, só ele, e apenas ele, traz firmeza e certeza em cada passo, em cada traço em nossa tela, para pintarmos nosso destino com maestria, ouvindo o entoar dos céus e de toda sua grandiosa sabedoria.

Por todos os irmãos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 5 =

Categorias

Postagens Rescentes