A joia interior IX

Neste mundo você vale o que tem, quanto mais caro, mais valioso, mas por quê? Todos somos iguais, dinheiro é papel e uma hora não importará, a vida não se compra e ela é o bem mais valioso, a busca incansável por dinheiro não tem fim, cada vez precisamos de mais, e para onde vamos levar tudo isso? Uma busca banal, juntamos algo para outro alguém, nada nos pertence, e nunca pertencerá a ninguém, apenas será a vez de usar. Esse mundo é maravilhoso, porém as pessoas o tornam nojento, um mundo onde uma vida não importa tanto quanto uma nota de cem, mas um dia saberão que esta caça ao tesouro se acabou, quem juntou dinheiro deixará para os filhos e o tesouro que era para ser buscado e guardado foi embora, a vida saiu de si, e uma eternidade vazia lhe espera, a inversão de valores será sentida na pele, o arrependimento será seu aliado pela eternidade, e o saber que poderia ter mudado todo o seu quadro te perturbará para sempre, pois você tinha uma joia dentro de si, por que foi busca-la fora?

Por Arthur Campos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + 10 =