A lavoura pereceu

Este mundo era para ser uma maravilha para nós, a Terra era para ser como aqueles pomares cheio de frutos e o Criador saboreando as delícias da sua lavoura, que são as consciências. Imagine se todas as consciências estivessem maduras para o proveito de Deus? Seria perfeito, mas infelizmente a lavoura pereceu e todos os frutos apodreceram, não sobrou nenhuma consciência para o seu proveito, na verdade nem Deus sabe dizer o que aconteceu com a sua colheita, plantou uva boa e só deu uva brava, o que faltou para que todos servissem ao Criador Deus? Não faltou nada, este mundo era para ser o cenário perfeito para que cada consciência andasse no caminho de Deus, pois Ele deixou tudo preparado para dar sobrevivência a toda sua criação. No mundo tem tantas coisas lindas criadas pela mão divina, como as montanhas, o sol, as várias espécies de pássaros, as cachoeiras, as árvores e as infinitas paisagens lindas, sem falar na variedade de alimentos para todos os gostos, tudo feito com muita perfeição, além dessa infinita diversidade, Ele nos criou na carne para produzir a consciência e também nos enviou este espírito que nos dá a vida para que andemos segundo a sua vontade por nossas consciências e passarmos para a próxima e definitiva etapa da vida e foi exatamente para isto que Deus montou todo este sistema para que todas as consciências chegassem a vida eterna por este espírito que Ele nos assentou pela vida. Era para ser uma passagem maravilhosa, fantástica, extraordinária, no entanto os Homens acabaram com tudo inverteram a lógica de Deus em mentira, como vemos nas doutrinas religiosas, serviram e honraram mais a criatura que o próprio Criador e fizeram da consciência que seria a herança de Deus uma abominação, destruíram o próprio planeta em que vivem, derrubaram o propósito do Criador-Deus, mudaram a ordem das coisas e se comportam como se Deus tivesse que servi-los e se tornaram cativo da própria ignorância e vivem como que numa prisão mental sem grade.

Voz dos anjos

Katia, Vaninha, Lauro, Patrícia, Luiz, Zeca, Milena

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + 2 =

Categorias

Postagens Rescentes