A liberdade canta

A liberdade canta no peito

Daquele que faz por merecer

Que quebrou as correntes

E voa sem a nada temer

 

Criou asas imortais

E voa pelo céu infinito

Desalojada da sua casca

Não se vê mais em seu ninho

 

Criou vínculo com o eterno

Laços fraternos de amor

Entendeu o significado de voar

E vive livremente sem temor

 

A busca continua constante

Por voos altos e longínquos

Cada vez mais se sobrepondo

A conhecer os mistérios escondidos

 

A asas são despontadas

Para nunca mais voltar ao chão

Ela foi bordada pelo eterno

Que nos leva por suas mãos

 

O que poderia temer?

Se o mal não pode te alcançar

Você não pode a ele se submeter

Use suas asas para voar

 

Não tenha receio de nada

Confie com a certeza

Que suas asas trazem a sabedoria

O vento traz consigo a brisa e leveza

 

Você tem o poder nas mãos

E pode ampliar seu horizonte

Só precisa confiar em você

E se manter elevada a todo instante

 

Por Ítalo Reis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 + 9 =