A minha história

Não vejo a hora de escrever o meu último texto neste mundo, mas hoje já me orgulho por ser a pessoa neste mundo que mais escreveu sobre a razão da vida e isso porque represento a consciência dentro do propósito de Deus e é a consciência que pensa, raciocina, forma ideias, pondera e age por aquilo que ela quer. Eu me interessei pelo propósito de Deus logo cedo e já tem mais de trinta anos que escrevo deste propósito, já escrevi por volta de uns oitenta mil textos contando sobre o propósito de Deus e não vivo de histórias passadas como os religiosos, mas vivo hoje a minha própria história. Hoje sou eu que estou passando por este mundo, sou eu que vejo o propósito de Deus e quase tudo que escrevo, não está escrito em lugar algum. Eu não sigo o que está escrito na bíblia, mas sigo o espírito de Deus que está dentro de mim, quem me revela todas as coisas de Deus é esse espírito que já me dá a vida, não foi a bíblia e nem livro algum, pois já li muito a bíblia e muitos livros e eles não me disseram nada, quem abriu o olho do meu entendimento foi o espírito de Deus, este que já me dá a vida, é por ele que falo e não pelo que está escrito em qualquer livro.

Eu falo do propósito de Deus porque enxergo o propósito de Deus, não falo porque outro falou, não distorço uma palavra que vem da boca de Deus e a própria bíblia é mal interpretada em todas as religiões do mundo, todas as religiões que tem a bíblia por base, erra feio no entendimento, pois a bíblia originariamente foi escrita por Homens inspirados por Deus, mas esses que as leem são carnais e levam para o entendimento da carne, a bíblia foi escrita pelo espírito e para o espírito, não para a carne. As nossas consciências devem estar ligadas no espírito e não na carne, senão vamos fazer lambança no entendimento, as promessas de Deus recaem sobre o espírito e não sobre a carne, a carne é como está escrito: não serve para nada, ela só veio na qualidade de criação que produz a consciência, que é o que interessa a Deus, ou para o seu propósito, e essa consciência deve se desligar por completo da carne e se ligar no espírito que Deus nos assentou pela vida, este é o propósito de Deus. Pela carne ninguém agrada a Deus, pois Deus é espírito e só pelo espírito agradamos a Deus, pois qual diálogo há entre um criador e sua criação? Você já viu alguém conversando com uma caneta, ou com uma lâmpada? A única ligação que existe entre um criador e sua criação é pelo que a criação produz, a única ligação que existe entre o Homem e a caneta, é a escrita que a caneta produz e com a lâmpada é com a luz que ela produz. Se a caneta não escrever não tem nenhuma outra ligação com o ser humano. O ser humano como criação quer ter uma ligação íntima com Deus, sendo que Ele é espiritual, não existe essa ligação, não existe uma ligação de sentimento entre um criador e sua criação, mas só o de função, pois qual sentimento o ser humano tem por uma caneta que não escreve?

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + nove =

Categorias

Postagens Rescentes