Até quando queiras

Devastidão percorre seu ciclo, enquanto as almas gemem e correm, se a vida voltasse a sorrir, tudo seria diferente, mas hoje ela fica observando como será a consciência daqui para frente. E o tempo foi desperdiçado assim, não havendo mais tempo para a consciência se livrar de seus maus pensamentos, as reses não se questionam do caminho, por isso se encontram com triste tino, e o mundo não enxerga seus pecados, e com tristeza também verão seus destinos, até quando? Me pergunto. A incapacidade de dominar a sua consciência, é o seu pior castigo, e dos lábios do céu ouvi: até que queiras, pois depende da consciência.

Com os olhos carnais só enxergamos as coisas passageiras deste mundo, mas com os olhos do entendimento enxergamos todas as maravilhas de Deus, por isso saia para fora, assim como saiu Lázaro e mostre sua tez, assim como mostrou os sábios, pois o poder de camuflar é de uma consciência querer mostrar o que não é, e quem mente sua verdade cai sem perceber, pois são as nossas ações que revelam quem somos de verdade e não as nossas palavras. Que abramos nossa boca para o bem, e para propagar a vida, pois se a consciência sabe do propósito de Deus compartilhe para outras consciências para que elas entrem no reino de Deus, e assim levará a verdade e a paz verdadeira para todos, para que ninguém tema o dia da nossa partida, mas o espere do fundo da alma, pois o propósito da vida é tão transcendental que a morte da nossa carne será o dia da nossa maior glória, mas de qualquer maneira, glorificado seja o nome de Deus que faz tudo para o nosso alinhamento diante o Seu propósito.

 

Por todos os irmãos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × um =