Batalha perdida

Uma batalha em vão, sem nexo, sem razão, uma batalha que mesmo com toda luta e dedicação não se vence, pois acaba no caixão. Uma batalha perdida, porque então lutar, se já sabemos que esta luta não dará em nada? Esta luta acaba com a morte, mas mesmo em vida esta luta não tem sentido, pois lutar por um morto é uma causa perdida. Sempre enfatizamos que estamos dentro de um propósito, o propósito do nosso Criador e esta deve ser nossa luta, esta luta ao lado de Deus já está ganha, pois quem perderá uma luta ao lado do Criador do universo? Estamos neste mundo somente pelo propósito da vida, o qual Deus montou com maestria, tudo ordenado, com leis e princípios pré-estabelecidos, tudo em harmonia e sincronia funcionando perfeitamente e quando a consciência se põe ao lado de Deus para cumprir sua função tudo flui naturalmente. Não tem erro, é só a consciência se posicionar ao lado do espírito de Deus, este que já pulsa o nosso coração, ele foi enviado por Deus a nós, só para buscar a consciência que produzimos como criação e esta deve ser a batalha de cada consciência, estar inclinada ao espírito, pois ele é a nossa vida e nunca devemos defender ou dar lado para carne que já é morta em si mesma, e é a nossa própria carne que se torna a nossa inimiga, pois ela quer tomar posse da consciência para ser manifestada, o tempo dela é o hoje, pois ela não tem vida em si mesma, por isso lutar ao lado da carne é uma batalha perdida, pois a morte já está em seu caminho e o pior é a eternidade vazia que a consciência enfrentará, pois foi produzida no mundo para andar pelo espírito e sair na vida eterna, mas desviou do caminho traçado por Deus para lutar por uma existência efêmera, e simplesmente perdeu a guerra e caiu numa masmorra eterna! Este é o fim de toda consciência que se desviou do caminho da vida, perdeu a luta, entregou-se ao inimigo e nunca mais verá o amanhã.

Somando nossas luzes

Por Michele e Kátia

Deixe um comentário