Bilíngue

Ora, o Homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura, e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente, mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido. Nós sabemos que dentro do quadro de existir, existem duas línguas, a saber, a língua do espírito e a língua da carne, são duas línguas completamente opostas, seria como a língua do cachorro e a língua do elefante. São línguas do entendimento, isto é, o ser carnal entende outro ser carnal e o ser espiritual entende o ser espiritual, tudo é uma questão de sentimentos, o ser carnal não tem o menor sentimento pelo Espírito, assim como o ser espiritual não tem o menor sentimento pela carne, são duas existências de dimensões diferentes, planos opostos, duas existências antagônicas. É óbvio que o ser espiritual entende as duas línguas, pois ele já passou pela fase carnal e entende muito bem a consciência que está ligada à carne, seria como uma mulher que já teve um filho, ela entende muito bem o que é ter um filho.

Por isso Paulo disse que o ser carnal não nos entende, porque o ser carnal não tem o menor sentimento pelo Espírito, e quando o ser espiritual está falando, o ser carnal não tem a menor noção do que ele fala, e como Paulo disse, para ele tudo que o ser espiritual fala é loucura. Qual ser carnal distingue que Jesus se trata de uma pessoa e Cristo se trata de outra pessoa? Jesus seria a pessoa da carne e Cristo a pessoa do espírito, quem entende isto? E a maior confusão está que a consciência é única, e ela pode viver tanto pela carne quanto pelo Espírito, e estas existências, a carne e o espírito, são completamente antagônicas, uma não tem nada a ver com a outra, são sentimentos completamente opostos, pois elas atuam em planos diferentes. Jesus Cristo quer dizer, a consciência que o ser humano Jesus produziu no espírito, por isso ele sempre dizia que sabia o que tinha no coração dos Homens, porque ele já tinha passado por esta fase, e ele conhecia todos os sentimentos carnais.

Hoje também eu os conheço, e eu sei que uma consciência só vai entender a língua do espírito quando ela se tornar espiritual, do contrário, sempre quando eu estiver falando uma coisa, a consciência carnal não vai entender nada, porque ela não tem o sentimento do Espírito para entender, mas como a minha consciência já passou pela fase carnal, eu entendo o ser carnal perfeitamente, mas é quase impossível introduzir o espírito dentro de uma consciência, Paulo até disse aos Gálatas: filhinhos, por quem de novo sinto as dores de parto, até Cristo ser formado em vós. Em outra expressão, Paulo disse: eu zelo por vós, com o zelo de Deus, visto que vos tenho preparado como uma virgem pura, a um só marido, a saber, a Cristo, mas temo, que assim como a serpente enganou a Eva, de alguma forma, enganará a ti também. É muitíssimo mais difícil formar Cristo numa consciência do que uma mãe formar um bebê em seu ventre, pois o bebê se forma pelo processo natural da inseminação, mas o espírito só se forma pelo entendimento, e como as consciências não raciocinam por Deus, a inseminação se torna impossível.

Eu sempre disse que a carne é o maior preservativo que impede o espírito de adentrar a consciência, pois tudo que você fala, a carne está à frente. Nós, os seres espirituais, sabemos que as consciências foram produzidas ainda agora neste mundo pela carne, e como um fruto natural, é lógico que esta consciência está ligada à carne e é neste ponto que entra o propósito de Deus, pois devemos colher esta consciência da carne para o proveito eterno do espírito, feito isto, a consciência estará na próxima e definitiva fase da vida, pelo contrário, ela cairá no vazio eterno sem volta.

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + 13 =

Categorias

Postagens Rescentes