Bom dia ao diabo

Como você pode falar para os outros saírem da carne

Se a tua consciência está atolada nela até o pescoço?

Como você pode condenar o ciúme nos outros

Se a tua consciência é lasciva?

 

Primeiro devemos nos corrigir diante de Deus

Para depois pregarmos o seu propósito

Se não a nossa palavra se faz vã

Deus não se deixa escarnecer

 

 

Mas Ele é justo com todos

Não é desconsiderado o pecado

Só porque você prega o evangelho

Antes pelo contrário, somos os mais cobrados

 

Você suja o nome de Deus por suas ações

Quer dar uma de arrependida como a Maria Madalena

Mas joga o nome de Deus na lama pelos seus atos

Você se faz a vergonha de Deus

 

Um exemplo de como não deve ser

Como você pode dizer que está de um lado, se luta a favor do outro?

Nós pregamos por nossas ações e não por nossas bocas

 

Devemos lavar as nossas bocas para falarmos do nome de Deus

Pois Deus é Santo e não profano

Brincar com Deus é dar bom dia ao diabo

Deus nos vê por dentro e não por fora

 

No dia do juízo você verá a loucura que cometeu contra Deus

Neste dia será apagado o seu nome do livro da vida

Você verá por qual caminho andou

Você não será julgada pelo que acha, mas pelo caminho que andou

 

É o que tem dentro da tua consciência que serás julgada

É o que tem lá dentro que te levará ao céu ou ao inferno

E só um te julgará naquele dia

Este espírito que já te dá a vida

 

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 2 =