Conselheiro fiel

Porque busca ouvir algum som de conforto do lado externo? Toda a nossa paz encontra-se no âmago, no lugar que se chama simples e puro no mais profundo do nosso abissal. O necessário e fundamental é ouvirmos o que a sabedoria tem à falar, para ouvi-la precisamos calar a nós mesmos, silenciar a nossa voz porque ela não tem autoridade nenhuma e só nos faz desviar por caminhos vazios.

Os anjos de Deus acampam ao redor dos justos e tocam com suavidade a música de uma nota só, sol, a nota que brilha nos corações castos, fazendo-nos candeias eternas. Teu quintal é vasto e tuas vistas são turvas, no interior da alma há o jardim da vida e lá habita o conselheiro fiel, o qual sem som e sem linguagem ouve-se sua voz. Ele é a bússola do amor, indicador da estrada contínua que nos leva a eternidade por sua luz perpétua. Aquele que busca seu conselho, se protege, se protege de seus próprios conselhos e pensamentos os quais não nos levam a lugar algum, senão bem distante daquele que se chama Deus. Que a nossa boca profira as palavras que Ele nos dita, porque Ele não coloca uma vírgula fora do seu lugar. É cuidadoso leal, protetor das almas justas. Quem o obedece tem bom juízo, porque Ele sabe onde nossos pés devem pisar e onde nosso coração pode descansar. Sejamos sóbrios e atentos ao seu comando porque seu conselho é farto de benignidade e a sua mão é ajudadora permanente. Seguimos a sua fala para nos alimentarmos do teu poder e nos tornarmos assim como Ele, eternos!

 

Por Patrícia Campos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 4 =

Categorias

Postagens Rescentes