Contrariedade

Um raciocínio não pode contradizer ele mesmo

Eu não posso afirmar e negar a mesma coisa ao mesmo tempo

A bíblia é um livro alegórico contado por metáforas

Pois se a lermos no literal, não dá sentido lógico

 

Adão, por exemplo, representa a nossa carne

Eva, representa a nossa consciência

O fruto proibido que o Homem come

É a própria consciência que produzimos

 

A serpente é o próprio engano que iludiu a consciência

A árvore da vida é o espírito de Deus

O paraíso de Deus é dentro da consciência

Mas Deus expulsou o Homem do seu paraíso

 

Hoje, os Homens vivem aqui do lado de fora

Neste mundo mal e pecaminoso

Se diz que Adão teve dois filhos com Eva

Caim que representa a nossa carne e Abel que representa o nosso espírito

 

E o primeiro homicídio que acontece dentro de nós

É a carne matando o espírito pela posse da consciência

Daí se diz que Caim foi para as terras de Node

E casou-se com uma das mulheres de lá

 

Só aí já temos uma grande contrariedade literária

Se Deus criou Adão e Eva

E eles tiveram dois filhos, e Caim matou Abel

De onde apareceu este povo de Node?

 

Sabemos que todo ser humano, sem exceção, veio de um espermatozóide

E que Deus não produz espermatozóide

Mas Ele criou uma criação, que é o homem, que produz

Mas se diz que Deus, sendo espiritual, coabitou com Maria, sendo carnal, e se achou grávida de Deus

 

Uma enorme contrariedade da própria lei de Deus

Jesus na carne, era filho de José sim

No espírito, com trinta anos, é que ele passou a ser filho de Deus

Todas histórias são mal contadas e muito mal interpretadas

 

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + 14 =