Conviver

Imagina uma consciência saber com antecipação que não vai estar na próxima etapa da vida, mas que vai cair no vazio eterno sem volta? Se a morte da carne já é drástica, imagine se a consciência souber que vai cair no vazio eterno. Judas não suportou conviver com isto e se enforcou, mas de que adiantou isso, só antecipou o seu vazio. Seria como aquelas pessoas que pegaram pena de morte e já sabem o dia e a hora da sua execução. O que se passa por uma consciência neste estado? Imagine, cometeu um crime digno de morte e não tem como voltar atrás. Na lei de Deus diz que pecou contra o Espírito Santo de Deus, não há perdão nem neste século e nem no vindouro. Perdeu a vida eterna com antecipação e já sabe de antemão que vai cair no vazio eterno. O que leva uma consciência cometer tal atrocidade contra si mesma? A lei é bem clara, pecou voluntariamente contra o Senhor depois de ter chegado ao pleno conhecimento da verdade, não resta mais sacrifícios por este pecado, a consciência sabe com antecipação que perderá a vida eterna do espírito.

A lei diz, abster-se dos desejos carnais que combatem contra a alma, a consciência vai lá e se entrega aos desejos carnais e não faz questão da vida eterna dela, troca uma vida eterna cheia de glórias e delícias por um pequeno prazer carnal. Agora está aí na fila da morte esperando como todos os carnais por seu vazio eterno. Mas não há o que fazer mais? Na época de Moisés, o povo se rebelou contra o Senhor, e Deus disse que nenhum daquela maldita geração entraria na terra prometida, e mesmo depois de quarenta anos, Deus não mudou de opinião e ninguém entrou mesmo. Eu noto que toda consciência sempre pensa que com ela será diferente, mas será que vai ser? Eu vejo que o propósito de Deus funciona por leis e princípio, se diz que Deus não tem dois filhos com uma mesma consciência, se não vingou o primeiro, já era, era melhor, como disse Pedro, não ter chegado ao conhecimento do propósito de Deus, do que chegar e pisar o filho de Deus em si mesmo. Paulo disse: quanto a estes, matam o filho de Deus dentro de si e o expõe a vergonha.

Nós estamos neste mundo por um propósito e não por um conto de fadas, isto aqui não é o país das maravilhas, como no conto da Alice. Se diz que é chance única, eternamente para trás e eternamente para frente. Quebramos o infinito em duas eternidades, um divisor de águas, não voltamos mais ao que éramos. Estamos dentro de um propósito sábio que tem três fases e já passamos por uma, a primeira saímos do nada, a segunda é de transição e a terceira é definitiva, como Jesus disse: derruba este templo e em três dias eu edifico outro no lugar. Morreu na sexta, o sábado é o dia do Senhor e no domingo é a ressurreição. Quem entende este propósito?

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + dezenove =