De que lado estamos?

Precisamos realmente baixar nossos olhos e respeitar a Deus, parar de questiona-lo como fez Jó, devemos de fato nos analisar profundamente e ver nossos atos, expressões, e tudo que sai da nossa boca, nossos pensamentos, para ver qual lado estamos defendendo. Nos analisar é de fato um ato que requer imparcialidade, haja visto que estaremos olhando para nós mesmos criteriosamente, para tudo aquilo que afasta nossas consciências de estarem ligadas por completo à Deus. Requer coragem para admitir os erros diante das situações, erros de ações, de entendimento e acima de tudo admitir que falta domínio próprio, o qual considero como um dos frutos do espírito a ser mais buscado e aprendido, embora vivenciando o espírito tal domínio brotará, pois só assim não haverá em nós a frequente pergunta sobre: de que lado estamos? Requer maturidade espiritual a fim de não agirmos como néscios, mas de fato sermos sóbrios e muito cientes da própria consciência, de como realmente ela está, é olhar-se mesmo no próprio espelho e ver que enquanto não se tem o domínio próprio, enquanto relutarmos, ainda o império da carne está de pé e sabemos de antemão que enquanto a carne por algum motivo se põe a frente do espírito, estamos longe de estar do agrado de Deus. Então, de que lado estamos? Ora, se ainda sucumbimos ao animal que grita e levantamos sua bandeira em sinal de apoio, é mais do que claro que temos ciência do que deve ser feito, mas ainda estamos enclausurados. É necessário e imprescindível sermos sóbrios, nos manter confinados o tempo todo e inclinados ao lado do espírito, deixar o animal fora de casa, pois ele não quer perder o trono, mas esse trono é do senhor, e depende da minha consciência ter todo zelo e não deixar o animal dominar. Cumprir com a lei de Deus, realizar o propósito para o qual fomos destinados, quebrar as correntes e voar livres, sem peso algum, convictos de que o lado que estamos é o de Deus, afinal, estamos aqui somente pela vontade Dele.

Somando nossas luzes

Por Loir e Michele

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze + oito =