Decisão

Tudo que uma consciência julga ser mais forte dentro dela com certeza elimina o que é mais fraco, mas quando a consciência tem o poder de escolha em mãos, ela sempre recorre aquilo que de fato tem mais vantagem para ela. Sabemos que a força da potestade existe e age num campo invisível, é uma força maligna que sempre impulsiona a própria consciência para baixo, mas pela lógica sabemos que a consciência tem o poder de decisão, ou seja, é ela mesma quem escolhe qual a existência que predomina dentro dela, se a carne ou o espírito. Toda consciência tem o livre arbítrio, o problema é que a própria consciência não acredita no espírito de Deus, não crê que a vida eterna já está em nossas mãos, fala do espírito, mas não o sente e só reage diante daquilo que realmente vive e acredita. Nenhuma consciência faz como Abraão que creu e partiu rumo a terra prometida como o Senhor lhe tinha dito, isto mostra que ele andou como que vendo o invisível, assim como Rebeca que virou as costas para tudo para se casar com o filho da promessa, pois isto também prova que Rebeca acreditou o suficiente nesta aliança eterna mesmo sem conhecer o seu noivo. Hoje vemos que falta esta decisão nas consciências, na verdade todas deveriam se analisar e ver se realmente crer no propósito de Deus, todas devem ver de fato o que está impedindo de andar ou tomar decisões em prol do espírito. É importante rever se não tem nenhuma dúvida ou se crê o suficiente naquilo que diz enxergar. Quando uma consciência acredita veementemente numa coisa, larga tudo e vai em busca daquilo que quer para ela e não se importa com o que vai deixar para trás, pois o que importa é o que realmente vai conquistar dali em diante, ou seja, a própria consciência acredita que fez a escolha certa e não fica preocupada com as coisas que deixará, mas fica na expectativa da etapa da sua nova vida. Dentro do propósito de Deus não vemos nenhuma consciência se lançando de verdade nas mãos do Senhor da vida, é como se a própria não acreditasse que as duas eternidades expostas não estão diante dela, e só vê o espírito que habita dentro do outro e não sente o próprio espírito que está dentro de si, por isso não toma nenhuma atitude em prol do senhor, justamente porque não acredita, e só desligam de algo se for por algum benefício carnal, ou porque já queria eliminar do caminho, mas a real é que não se vê nenhuma consciência se desligando da carne por amor ao espírito e por respeito a Deus, até que alguns chegaram a porta estreita do entendimento, mas no caminho apertado, que é justamente a morte antecipada, não tem nenhum sequer para contar a história. É um tanto estranho ver como as consciências reagem diante de uma descoberta tão grandiosa que é o propósito de Deus.

Voz dos anjos

Katia,Vaninha, Lauro, Zeca, Milena

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × quatro =

Categorias

Postagens Rescentes