Deixe Deus te guiar

É interessante dizer isto, pois foi Deus quem criou todas as coisas, inclusive nós, os seres humanos, e tudo que Deus criou é para o bem Dele e Ele esperava do ser humano a consciência que ele produz, isto é, esta consciência seria para o bem de Deus, para a manifestação do espírito de Deus, era para as consciências andarem pelo espírito de Deus e não pela carne como todas fazem. Deus já assentou o espírito em cada um de nós pela vida e disse assim desse espírito: eis que Eu envio o meu anjo, que nos guardará neste caminho, que é enquanto estamos passando por este mundo e nos trará até este lugar que Eu vos tenho preparado, que é o céu, era para as consciências andarem por este espírito e não pelos desejos carnais. Pedro até disse: amados, peço-vos como a peregrinos e forasteiros que abstenhais dos desejos carnais que combatem contra a alma. A consciência que for atrás dos desejos carnais e andar pela carne, cairá no vazio eterno depois que a carne morrer, o espírito voltará a Deus e a consciência ficará sem um corpo para manifestar, pois o corpo que ela tinha morreu e ela não se unificou ao espírito de Deus.

Deus disse que podemos confiar nesse espírito porque o nome Dele está nele e falou com todas as letras dizendo: eis que Eu assentei em Sião uma pedra, uma pedra bem firme e fundada, uma pedra preciosa de esquina, e quem crer nela, não será confundido. Essa pedra que Deus nos assentou é o espírito. Davi disse: eu clamei ao Senhor e Ele me ouviu, tirou os meus pés de um charco de lodo e pôs sobre uma rocha e firmou os meus passos. O charco de lodo é a carne, a rocha é o espírito, não vemos o espírito nesse plano material por ele pertencer ao plano espiritual, mas o nosso último dia, que é o dia da morte da carne, o espírito transporá as nossas consciências de planos e viveremos por ele eternamente lá no plano espiritual, ele será o nosso corpo eterno, a carne, como todos já sabem, é provisória e vai morrer, Jesus até disse: o espírito é o que vivifica, a carne para nada se aproveita.

Mais uma vez eu digo, nós estamos dentro de um propósito e esse propósito é de Deus e não nosso, antes de Deus nos criar, Ele já sabia para que serviríamos como criação e como criação produzimos a consciência que interessa a Ele. Deus não visa a nossa carne, mas Ele nos criou na carne só por causa da consciência que produzimos nela, a carne trata-se de uma criação e não é na criação que estão os olhos do Criador, mas no que a criação produz, pois quanto vale uma criação que não produz o que foi destinado a ela produzir? Por exemplo: quanto vale uma caneta que não escreve, ou uma lâmpada que não acende? O valor da criação está no que ela produz, se ela não servir o criador pelo que produz, ela não vale nada, sendo uma criação inútil. No caso da consciência o destino dela será o lixo eterno, ou seja, o vazio eterno.

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze + 6 =

Categorias

Postagens Rescentes