Desligar

Como que cada consciência vai fazer isto, eu não sei, mas dentro do propósito de Deus a consciência deve desligar-se da carne e ligar-se no espírito, neste espírito que Deus nos assentou pela vida, só que a consciência não vê esse espírito no plano material e só sente o espírito pela vida. Trata-se de uma metamorfose e essa metamorfose deve ocorrer enquanto estamos neste mundo vivos, porque uma vez o espírito foi embora, a carne morre e não tem mais como fazer isto, como Paulo disse: porque sabemos que se a nossa casa terrestre, que é a carne, se desfizer, temos um edifício, que é o espírito, lá no céu, preparado por Deus e por isso gememos, não porque queremos ser despidos, mas revestidos, isto é, vamos nos desvestir do velho Homem, que é a carne, e nos revestir do novo, que é o espírito, mas isto antes de morrermos, isto é, temos que desligar a nossa consciência da carne que a produziu e nos ligar no espírito pela vida eterna da nossa consciência. Literalmente é uma metamorfose, uma transformação, da água para o vinho como se diz, não é só de conduta, mas uma mudança de ser, de corpo, vamos literalmente deixar esse corpo carnal e assumir o corpo espiritual, é literalmente um renascer, como Jesus disse: o que é nascido da carne, é carne e o que é nascido do espírito, é espírito.

Na carne, fomos inseminados e gestados pela nossa mãe carnal e no espírito devemos ser inseminados e gestados pela consciência, como João disse: que o espírito cresça por minha consciência e que a carne diminua. Paulo também disse: todo dia eu morro um pouco; porque trata-se de uma gestação, trata-se de um processo, se a consciência não conseguir realizar este processo nela, ou esta metamorfose, simplesmente vai cair no vazio eterno quando o espírito voltar a Deus e a carne morrer. Paulo até disse de alguns sentimentos que nos liga a carne e que devemos nos desligar deles, sentimentos como: prostituição, impureza, lascívia, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, inveja, vaidade, ambições, avareza e coisas semelhantes a estas, no qual Paulo disse que já havia falado uma vez e tornaria falar de novo, que quem tem estes sentimentos não herdam o reino de Deus, e são destes sentimentos que as nossas consciências devem se desprender, como Pedro disse: amados, peço-vos, como a peregrinos e forasteiros que abstenhais dos desejos carnais que combatem contra a alma. Se a tua consciência tem algum desses sentimentos, procura se desligar deles, porque eles vão levar a tua consciência aos infernos.

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 5 =

Categorias

Postagens Rescentes