Emigrante do além

Acredita-se que as aves migradoras se orientam através dos astros para saírem de um lugar para outro, ou seja, elas orientam-se pelo sol e pelas estrelas em busca de abundância de alimentos, emigram em busca de sobrevivência e todos os anos por esta altura as aves riscam os céus do planeta em busca de uma vida melhor. Em se tratando do propósito de Deus, é o que cada consciência deveria fazer, deixar ser orientadas pela vida, esta que pertence ao espírito, e ir atrás de seus próprios alimentos, alimentos que sustém a alma, que revigora e a deixa saudável, pois os alimentos que se dão neste mundo, só deixam as almas adoecidas, pois não contém sustância para deixar a alma forte.

A consciência é o produto da criação humana, ela foi o motivo de Deus, o Criador do universo, criar toda esta megaestrutura, pois o que Deus quer é a consciência do seu Espírito, sem a consciência nada faz sentido, assim também nada é ou existe sem a vida do Espírito. Por isso a consciência deve voar na sabedoria divina, elevar os pensamentos ao céu e se fortificar com o pão da vida que é este Espírito que nos vivifica, pois este é o desejo do Criador Deus, que a nossa consciência manifeste e ande por ele. Devemos migrar desta terra estranha nos desligando da carne por nossas consciências e ligando-as ao céu para vivermos eternamente por este espírito que Deus nos assentou, sendo assim manifestaremos a sua glória por toda eternidade, mas para isso devemos voar nas alturas, buscar a sabedoria divina para crescermos em espírito e em verdade.

Todo o conhecimento que podemos ter de Deus está neste espírito que nos vivifica, mas é papel da consciência buscar o alimento que vem do céu para sustentar o filho da vida, só assim a consciência migra deste plano material para o plano vindouro, temos que andar sentido à vida, buscar sempre o melhor para as nossas almas, estamos dentro de uma eternidade consciente, e somente a nossa consciência pode dar sequência a vida, isto se ela se unificar ao espírito de Deus, obedecendo-o e servindo o Senhor em tudo que ele diz, sempre atenta as suas ordenanças, pois é a sua vontade que de fato importa, e a sua vontade é que nenhum daqueles que a ele se rendeu se perca, mas que ele o ressuscite no último dia, do contrário a consciência que fizer pouco caso rejeitando o Senhor da vida para viver os deleites carnais, esta nunca verá o além do infinito, paraíso celeste, mas sentirá o vazio eterno em sua consciência por não migrar de planos ao lado do senhor que lhe deu a vida.

 

Somando as luzes

Milena e Kátia

Deixe um comentário