Enxergar diligentemente

Guardar as palavras da vida

É colocá-las de verdade em ação

Enxergar todos os pontos necessários

Analisar de fato nosso próprio coração

 

Não é um trabalho qualquer

Nos autoanalisar profundamente

No sentido da palavra soa fácil

Mas temos que ver cada detalhe diligentemente

 

Olhar a nós mesmos é uma grande tarefa

Que deve ser feita com seriedade

Senão, se torna nula as palavras

E não causa o efeito da liberdade

 

À princípio, as palavras são fortes

Mas vem para o bem da consciência

Quem a recebe e abre as portas

A compreende gerando frutos da sapiência

 

A cajadada pode ser pesado no momento

E chegamos até nos debater

Mas causa alívio na consciência

Se todos os pontos compreender

 

É ele que consola a alma despida

E a preenche de todos pendentes

Se ela se preparar e receber a palavra

Tudo reverberará naturalmente

 

A mudança se torna natural

E a obediência não se torna obrigação

Mas transformar nosso interno de fato

Causa alívio e a verdadeira paz no coração

 

Por Ítalo Reis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 − 7 =