Espelho, espelho meu I

Todos nós já ouvimos essa expressão em um determinado momento das nossas vidas, ou em filme, ou em uma roda de amigos.  É uma frase usada muitas vezes para aguçar o seu próprio ego ou o ego de alguém. Ao nos vermos em um espelho, refletimos aquilo que queremos ver, paramos em frente a ele para ver se aquela roupa fica boa, se o cabelo está do jeito que gostamos, e assim só enxergamos o nosso físico, pois é a carne que está refletindo em cada consciência. Seria interessante e prazeroso nos olharmos no íntimo e cada um refletir o espírito de Deus, pois como a carne é refletida nitidamente ao nos olharmos, se andássemos pelo espírito, até de longe enxergaríamos o seu brilho sendo refletido em cada um de nós. Em Tiago diz: aquele que ouve a palavra, mas não a põe em prática, é semelhante a um Homem que se vê no espelho, mas, depois de olhar para si mesmo, sai e se esquece da sua aparência.

Percebo que se a consciência andasse pelo espírito seria como o vento, você não o enxerga, mas o sente aonde você for. Todas as consciências estão vazias e vão ficar mais vazias ainda quando chegarem no vazio eterno. O tempo para realizar o propósito de Deus é agora, se não realizar, desculpa em te dizer, mas a sua consciência será como um espelho quebrado, que só sobrou os cacos espalhados pelo chão sem jeito de ser remendado, você pode até tentar colar o que foi quebrado, mas jamais se verá novamente como antes.

 

Por Jeane

Deixe um comentário