Exército de um homem só

Eu sozinho pisei no lagar

E dos povos ninguém se achava comigo

E os pisei na minha ira e os esmaguei no meu furor

E o sangue salpicou as minhas vestes e manchei toda a minha vestidura

A luta contra o mal é interna

O meu largar é a minha própria consciência

É lá dentro que devo esmagar os meus adversários e salpicar as minhas vestes de sangue, o sangue do cordeiro

Que é o sacrifício vivo de si mesmo

Eliminando a carne e estabelecendo o espírito de Deus nela

Trata-se da minha metamorfose espiritual

O inimigo vem com muitos soldados preparados

Que vem armados até os dentes

Palavras afiadíssimas de gumes cortantes

Por isso temos que ter os dardos da fé

O capacete da salvação

Temos que nos fortalecer no senhor

E nos revestir de toda a armadura de Deus

Para que possamos estar firmes contra as astutas ciladas do diabo

Temos que nos unir como Judá e seu irmão Simeão

Para um ajudar o outro com a sua batalha

A batalha é individual dentro de cada consciência

Mas juntos somos mais fortes

O nosso líder é o espírito de Deus

Ele vê onde somos mais vulneráveis

Que é onde cada um deve lutar

Você me ajuda conquistar a minha terra e eu te ajudo conquistar a sua

A vitória será nossa que lutamos por Deus

Ele prometeu colocar todos os nossos inimigos debaixo de nossos pés

A nossa chegada no céu será triunfante

E poderemos dizer como o nosso irmão Jesus: eu venci o mundo

 

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − 3 =

Categorias

Postagens Rescentes