Explore sua terra

Explore sua própria terra

Enxergue sua imensidão

O que reflete em seu espelho

Mostra aonde está seu coração

 

Não é comum se conhecer

Mas é necessário se desbravar

Mergulhar no próprio interno

Até nas profundezas do seu mar

 

Maquiar o que não quer ver

É se contentar com a ilusão

Que não deixa a alma perceber

O contraste que borra o seu coração

 

Quem assimila as coisas a tempo

Tem como de fato enxergar

Mudar o que estava obscuro

E transparecer o que há no seu olhar

 

O que há em seu universo?

Não tenha receio de conhecer

Pois o que te limita é o medo

Fazendo sua alma temer

 

Se encoraje e vá ao seu encontro

Siga em frente, não fique em prantos

As lágrimas que tanto derramou

Servem de alento para fortificar o que você plantou

 

Sua terra pode ser fortaleza

Cuidada com toda destreza

Ou pode ser uma assolação

Que foi devastada por suas próprias mãos

 

Quem determina seus passos?

Quem pode ser a solução?

Quem pode mudar o seu destino?

Só você tem o poder em suas mãos

 

Por Ítalo Reis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 3 =