Faça a diferença

Eu sou a diferença, eu me fiz participante da vida, dos projetos do Criador-Deus, eu me busquei nos anais das histórias sagradas, nos contos antigos das esperanças e me vi num canto jogado, sujo e de roupas velhas, mas quando me vi, levantei. Busquei me limpar, tirei o pó da roupa, bati com meus pés firme no chão e decidi aqui não ficar, fui atrás de um abrigo, religião, filosofia, pensadores, ciência, não, isto não me cobriu. O meu desespero foi tão grande que alguém me ouviu e me perguntou: o que procuras meu filho? Não sei, respondi, estou perdido nesta imensidão e não consigo me encontrar. Faça-me uma promessa e te mostrarei quem és. Conjuro-me contra o sistema desse mundo, e se me mostrares quem eu sou te servirei enquanto tiver vida. Ele me disse: Eu sou a sua vida e o preço a me pagar é a sua alma. Fechado, eu entrego a minha alma em suas mãos, agora conte-me quem eu sou. Você é a minha consciência, a minha morada eterna e eu serei o teu corpo eterno, tudo que tens a fazer é se desligar deste teu corpo carnal que te darei a minha vida eterna lá no plano do céu, eu serei o teu corpo eterno e você será a minha consciência eterna e juntos gozaremos a nossa vida. Então eu sou a consciência e não mais este corpo carnal que morre? Sim, desligue-se dele e se ligue em mim enquanto tendes a vida, pois uma vez voltei a Deus, e você não vir comigo, vais cair num vazio eterno sem volta. Fechado meu Senhor, se Tu me ajudares neste caminho e eu voltar em paz junto a ti, Tu serás o meu Deus e eu serei teu servo.

E é assim que eu ando hoje por este mundo, como um peregrino e forasteiro, sei que não sou mais daqui, não ando mais pela carne, mas sim pelo espírito. O importante para mim, não são mais os sentimentos carnais, mas sim os sentimentos espirituais, me tornei irmão dos seres espirituais, das consciências que também se entregaram ao espírito e fizeram dele seus senhores. Confundem-se quem pensa que tenho sentimentos pela carne, quero ver todos bem e sempre digo: não se preocupem mais com esta vida da carne que é passageira, é nela que está toda a força do mal que levará a tua consciência ao vazio eterno. Esta é a minha luta hoje neste mundo, tentar elucidar as consciências do propósito da vida. Já estamos dentro dele e não é uma questão de a tua consciência querer ou não querer, se ela não se inteirar dele e se entregar ao espírito de Deus, simplesmente cairá no vazio eterno sem volta e sem perdão.

A consciência deve sentir esta verdade, deve se fazer participante dela, deve sentir que está dentro dela. Quem não sabe que este nosso corpo carnal vai morrer e desaparecer para sempre? Ele vai voltar ao pó como era e isto já está na lei da vida, tolas são as consciências que vão atrás deste corpo carnal, pois já sabem de antemão que acabará dentro de um caixão, a vida eterna das nossas consciências está no espírito que já nos dá a vida.

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + seis =