Fonte de água viva XII

Existência de onde brota a água celestial, nascente pura e transparente muito mais do que o cristal, sua natureza é a vida, característica do que é imortal, rega todo o universo de ponta a ponta, por um sistema que não se compara a nada igual que o ser humano já criou. Tudo que Deus estabeleceu foi pela ação da vida por leis e princípios e nada foge a esta regra, colocou minuciosamente cada detalhe em suas criações e no meio de todas elas, tirado do barro, criou também o ser humano e o selou, para produzir o que é de suma importância para a existência de Deus, o teu Criador, a consciência, sim! A consciência é o fruto, o produto da criação ser humano, ela agora é regada pelo que é verdadeiro que sai da boca do Senhor da vida, água pura e cristalina a nossa fonte de água viva, a mesma fonte que saciou todos que beberam dela. Moisés tirou esta mesma água da pedra e a deu para o povo no deserto, mas a geração foi contumaz e rebelde e não provou o gosto da paz. Jesus por representação veio tempos depois e falou a uma samaritana que, aquele que beber da água que eu lhe der, nunca mais terá sede, pois também brotaria dele a um manancial de palavras vivas que não enganam. Hoje falamos verdadeiramente da consciência e da sua importância, não por apenas como expressão, mas de fato é o produto da criação, pois é ela que pode seguir com o senhor da vida, o espírito, o penhor da salvação, que traz em sua mão o cantil da fonte da água da viva para dar de beber e transformar os corações em verdadeiros irmãos.

Por Lauro Balbino

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove + catorze =