Hermenêutica de viver

Viver, quem conhece sua hermenêutica ao viver? Andam sem rumo como se nunca fosse acabar, uma tênue lembrança de um tempo com esperança, alguém escuta ao Senhor? Eu proclamo seu nome, e digo a todos que o desconhecem, acreditem em minha voz, pois como sabem Eu Sou e sei do que me é próprio, a vida me é própria, assim como todos os bens do meu Pai, e aquele que quiser de verdade me conhecer, sentirá o grande prazer de caminhar em paz. Eu sou o caminho que leva a todos ao céu, eu sou a verdade que liberta todos os cativos e sou a vida de todos os corações que a mim se entregarem. Eu sou o senhor de Abraão, Jacó, Moisés, Jesus, Daniel, entre outros que a mim vieram, sou aquele que é desconhecido, mas que vive entre vós, sou aquele que grita dentro de vós chamando a todos para a vida, sim, este Sou eu! O Eu Sou, e mais uma vez estou aqui para suscitar os Lázaros, trazer à tona o resplandecer da minha luz através dos espelhos almas. Que em ti a claridão transborde a ponto de respingar faíscas nas almas simples para que elas também se tornem candeias vivas.

Mas quem me ouve? Quem entende a minha linguagem? Onde estão estas almas simples? Eu já estou dentro de cada um, só estou esperando você, consciência, me conscientizar, vim do céu e ao céu vou voltar, estou aqui num cantinho do seu coração aguardando você se entregar. Venham almas aflitas, acordem para a vida! Acordem para a razão de existir, despertem desse sono profundo da morte, levantem e vamos prosseguir no caminho da vida rumo ao nosso lar eterno, neste caminho só há prazeres, alegrias, e por fim ainda faremos parte do corpo de Deus. Vamos queridas consciências nos soltar de tudo que nos aprisiona neste mundo, daqui nada levaremos a não ser a pura alma que é a morada do Altíssimo! Consciência? Sim, tu és a consciência, o fruto, o desejo, a casa! Atente-se ao meu chamado, abra o teu entendimento, rasgue o véu, banha-se e se purifique em minhas águas! Minhas águas da sabedoria, sabedoria para enxergar o que tu és, uma grandiosidade com tamanha função, uma pequena peça de uma gigante obra, por isso atente-se ao seu receio de sua ação carnal, este Sou eu, querendo iluminar suas trevas, você consciência necessita conscientizar que precisa me vivificar para que eu te transforme, para que tenha paz completa, para que viva depois da morte, enquanto eu estiver mortificado dentro de ti jamais terá a paz que tanto almeja, e um pouco além terá que sofrer uma eternidade por suas escolhas, pois a escolha é sua, cabe a você decidir, não basta saber, muito menos o crer, tem que haver comprometimento, desejo, querer, e não menos importante, mas o mais, praticar, pois de nada irá adiantar, se não houver gana de praticá-lo. Tem que fazer disso sua respiração, tem que ser a única coisa que queira fazer nesse mundo, ser prioridade, nada mais importar, fazer da vida, a tua vida. Fazer dessa união o casamento eterno! E assim finalmente viver!

 

Por todos os irmãos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete + dezenove =

Categorias

Postagens Rescentes