Histórias e histórias (Adão)

Não se trata de uma história, mas de uma metáfora. Adão quer dizer: Homem formado da terra, uma das árvores plantada por Deus no meio da terra, a árvore que produz o fruto do bem e do mal, que é a consciência, o fruto proibido que sustentaria a Deus, a Eva que geraria o filho de Deus, a mãe de todos os viventes, mas Adão comeu este fruto pela carne e viveu por ela, mesmo sabendo que morreria, e Eva sendo mãe de todos os viventes gerou Caim, o filho da carne, e Abel, o filho do espírito, o mesmo que aconteceu com Rebeca que gerou Esaú, que representa o filho carnal, e Jacó que representa o filho espiritual. O primeiro homicida que temos é Caim, carne, matando Abel, espírito, dentro da consciência, e como Adão comeu este fruto pela carne, ele foi expulso do jardim de Deus para que não comesse o fruto da vida eterna e vivesse eternamente desta maneira, isto é, pela carne, mas todo este contexto foi necessário para que o ser humano produzisse a consciência dos opostos, que é o da vida e o da morte, do céu e dos infernos, do espírito e da carne, mas uma vez produzida a consciência, o passo seguinte seria esta consciência rejeitar o mal e absorver o bem, como o profeta Isaías disse: até que este menino saiba rejeitar o mal e absorver o bem, a terra que te enfadas, que é a própria consciência, será desamparada dos dois reis, do reino carnal e do reino espiritual, pois se trata de uma mudança de governo, a consciência deixará de ser governada pela carne e passará a ser governada pelo espírito de Deus, gerando assim o filho espiritual, o segundo Adão de que Paulo disse: o primeiro Adão, de alma vivente, o segundo Adão, de espírito vivificante.

Trata-se de um novo nascimento, a consciência deixando a pessoa da carne e assumindo a pessoa do espírito, trata-se de o arrependimento da consciência andar pela carne e passar a andar pelo espírito. Por isso, o arrependimento é a base da doutrina de Cristo, e fazendo isto, deixando a carne do lado de fora, a consciência volta ao jardim de Deus e come o fruto da árvore da vida eterna e vive pelo espírito eternamente no reino de Deus. A carne não volta mais ao jardim de Deus, mas se a consciência passar por esta metamorfose existencial, deixando a carne pelo espírito, ela voltará a Deus com o espírito, mas a consciência que não entender e permanecer ligada a carne até a morte, cairá no vazio eterno sem volta, e esta é a punição para quem não se arrepender.

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + 12 =