Hoje todos são livres

As primícias da vida nos mostram

Qual caminho as almas estão

São os frutos de todas as consciências

Que quando a morte chegar colherão

 

Hoje todos são livres no campo

Para plantar o que bem entender

Mas colherão lá na eternidade

O que hoje plantou sem querer

 

Aconselho que busque a verdade

Para depois não se arrepender

Vai ser triste colher o vazio

Sem poder retornar para rever

 

Hoje todos são livres no campo

Para plantar o que bem entender

Mas colherão lá na eternidade

O que hoje plantou sem querer

 

Vamos juntos andar no caminho

Que Deus já preparou para nós

Ele nos leva a vida eterna

De prazeres, delícias e paz

 

Hoje todos são livres no campo

Para plantar o que bem entender

Mas colherão lá na eternidade

O que hoje plantou sem querer

 

Mais um dia passou neste mundo

Outra chance que a vida te deu

Mas chegará o seu último dia

E com ele a tristeza do breu

 

Hoje todos são livres no campo

Para plantar o que bem entender

Mas colherão lá na eternidade

O que hoje plantou sem querer

 

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 1 =