Infinito vivo

Deixar os dias nas mãos do desconhecido é se auto condenar, pois viver sem a vida é apenas sobreviver, deixando que o esboço tome conta de seu quadro, e as linhas mal contornadas deixam tudo confuso. É difícil alguém enxergar a vida e senti-la, pois sentir a vida plena é você ser pelo espírito, mas quem se veste da túnica celeste? As pessoas estão se satisfazendo com o alimento do engano, assim matando seu salvador, seu vindo de Deus, deixando-o padecer, e só se importam com suas próprias histórias, indo atrás de seus prazeres. Quem sabe o que carrega no peito ou quais são os desejos do vosso coração? Estamos neste mundo por um propósito, e nossos desejos deveriam ser em prol disto, por isso não faça nada da sua cabeça, mas raciocine, peça orientação àquele que já pulsa o seu coração, que com certeza ele responderá, pois não há ninguém que queira mais que sua consciência vingue para o proveito de Deus do que o espírito que está dentro de nós.

A vida muito nos ensina e a todo instante seus conselhos ecoam, e guiam nossos passos na reta justiça. O meu dever não é pregar o evangelho de Cristo, pois se fosse Deus me daria armas para isso, pois só com as palavras não estou convencendo nem os da minha própria casa, devo fazer em mim, pois o mundo inteiro está perdido, e sei que somente palavras em vão empobrecem, mas a compreensão delas em atos, enobrece, e firmam palavras em feitos. No campo de batalha não há sorriso no rosto e nem tapinha nas costas, os soldados precisam estar centrados na guerra, testa sisuda, escudo no peito, espada em mãos e em posição de combate, não pode desviar o olhar e nem se importar com os cortes sangrentos no corpo, pois a guerra em que traremos muitas cicatrizes é pelo ganho da nossa própria alma. Deste mundo nada levaremos, o que podemos trazer conosco pela eternidade é nossa união com o senhor que nos habita, lutando ao seu lado e o escutando, pois, a sabedoria de Deus ensina as nossas consciências a andarem junto com a vida, e não brindar ano a ano com a morte.

No silêncio, em solitude, a sabedoria canta seus bens e o sábio dança ao som da sua sinfonia, o amor não vê a quem, compreende até os loucos, bombeia pelos corações sábios e só vinga naqueles que abraçarem a vida, hoje a vida nos sorriu, agarre-se nas mãos do Senhor, deixe tudo pra depois, e vá em busca do que é teu, agora é a hora de mudar, não deixe para amanhã, pois pode ser tarde. Este caminho é assim, e nele encontramos irmãos, e juntos iremos longe, bem mais perto lá do céu, clama ó sabedoria, alma vem rasgar o véu, para enxergar além dos montes e resplandecer o infinito vivo. Quem quer fazer parte desta luta para galgarmos nossa vida eterna?

 

Por todos os irmãos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − 14 =