Instrução

Ato ou efeito de instruir, ministrar, ensinar, doutrinar, informar, esclarecer, educar-se. A instrução é um meio de passar um conhecimento didaticamente a uma consciência, é facilitar a aprendizagem para que uma consciência entenda, mas para ocorrer a instrução é necessário que a consciência receptiva esteja interessada no conhecimento, pois se a consciência não estiver interessada no saber, a instrução é praticamente nula. Eu, por exemplo, descobri a razão da existência humana, mas neste mundo ninguém está interessado neste conhecimento, mas todas as consciências estão interessadas, e vão atrás, daquilo que facilita suas vidas na carne, por isso as religiões estão lotadas, porque todas elas pregam prosperidade carnal, como o gênio da lâmpada.

O deus das religiões não tem um propósito, mas Ele facilita o propósito de cada um, neste caso, qualquer tipo de instrução que fala do propósito da vida, é nulo, pois nenhuma consciência está sintonizada na razão da vida, mas sim na vida carnal que tem neste mundo. Aqui ela acredita em qualquer tipo de amuleto, que diz ajuda-la com seus negócios, acredita num deus que diz ver o lado dela na carne, acredita num deus do impossível, acredita num deus perdoador, mas no Deus verdadeiro que tem um propósito e que somos nós que devemos fazer a tua vontade, neste Deus, elas não acreditam.

Então como instruir uma consciência no propósito da vida se ela tem o raciocínio totalmente invertido dentro dela? Eu noto que toda consciência tem este lado, mesmo aquelas que foram instruídas na palavra, pensam que Deus está vendo o lado delas na carne, estas se frustram mais ainda com Deus, pois elas têm na cabeça a barganha, como quem diz: eu faço a sua vontade, mas quero ficar despreocupada com esta minha vida carnal. Tipo assim: eu vejo o seu lado e você vê o meu. Mas eu te garanto que não existe este tipo de barganha com Deus.

Nós somos criações e estamos aqui para fazer a vontade do nosso Criador e pronto, fora isto tudo é fantasia da sua cabeça. Eu gostaria de estar aqui falando do propósito do Criador-Deus, mas primeiro tenho que sintonizar as consciências neste conhecimento, porque senão, vou estar falando uma coisa e a consciência vai estar entendendo outra, como numa faculdade de pedagogia, que vai formar a consciência pedagogicamente, e nada fora disso. Eu tenho a pretensão de formar as consciências no propósito de Deus em como devem proceder para chegarem a vida eterna delas, eu não falo de como a consciência deve usar a Deus para ficar rica neste mundo, mas como ela deve proceder para galgar a vida eterna do espírito. Se a consciência não estiver sintonizada no propósito de Deus e não tiver seus olhos fitos na vida eterna do espírito, esqueça de falar do propósito da vida a ela, senão, você vai estar falando da mulher e ela vai entender que é da vaca, você vai falar da vida eterna do espírito e ela vai achar que é da vida provisória da carne.

Então você percebeu que não adianta querer instruir uma consciência no propósito de Deus se ela for ligada à carne? Tudo que você falar será pérolas jogadas aos porcos, elas não darão o devido valor para a grandiosidade da coisa. Quem estuda pedagogia é porque está interessado em ser um pedagogo, quem estuda direito, é porque está interessado em ser um advogado, nesta mesma linha, quem busca saber o propósito da vida, é porque está interessado na vida eterna do espírito, mas se a sua visão for carnal, você está perdendo tempo achando que a fé é uma loteria.

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − cinco =

Categorias

Postagens Rescentes