Interpretação

Devemos buscar de verdade interpretar o propósito de Deus a nós, devemos ter a mesma mente de Deus quando nos criou, o porquê Ele fez isto, o que produzimos como criação que interessa a Ele, reverter o que produzimos a serviço de Deus e realizar a sua vontade e não a nossa. Quando um criador cria, ele cria pelo que a sua criação produz, pois o que interessa ao criador é o que a criação produz, em si mesma a criação não vale nada, senão pelo que produz, como a escrita da caneta por exemplo, ou como a luz que a lâmpada produz e assim por diante. O que tem valor numa criação é o que ela produz, e o ser humano como criação produz a consciência das coisas, pois nada é ou não tem importância de que seja sem a consciência de si mesma, é a consciência que dá valor e sentido a todas as coisas, pois é por ela que as coisas se manifestam e são. Só que Jesus falou que as consciências são cegas no entendimento e são levadas pelas mãos dos outros, mas se este outro também for cego, Jesus disse que ambos cairão no abismo.

Nós não devemos andar pelas mãos de ninguém, mas Deus já assentou a porção do seu espírito em cada um de nós pela vida e disse que é por esse espírito que devemos ser guiados e não pela carne. A consciência que é guiada pelos desejos carnais, cairá nos infernos e é isso que esses pastores e padres oferecem as consciências, o bem da carne, prosperidade carnal, prosperidade financeira, oferece saúde para a carne e tudo que a carne deseja, e é por este motivo que as religiões estão lotadas de pessoas indo atrás desses desejos carnais, mas Deus disse que as nossas consciências deveriam andar pelo espírito e não pela carne. O vazio eterno é certo para quem vai atrás dos desejos carnais, nós devemos eliminar a carne das nossas consciências e estabelecer dentro delas o espírito e passar a ter os desejos do espírito, é uma troca literal de existência, como Paulo disse: nós devemos desvestir do velho Homem e nos revestir do novo, que segundo Deus é semelhante, pois Deus é espírito e Ele quer que as nossas consciências andem em espírito, pois Deus não tem o menor sentimento pela carne, pois na essência do corpo Dele não tem a carne e qualquer consciência que está ligada a carne por qualquer motivo, não pode fazer parte do corpo de Deus. Deus seria todas as consciências ligadas no espírito, isto é, cada consciência ligada no espírito se faz uma célula viva do corpo de Deus, Cristo é a unidade de Deus em cada um de nós, este espírito que já nos dá a vida, ele veio de Deus, ele é o Deus conosco, o senhor justiça nossa, não Jesus como todos pensam, mas este espírito que já nos dá a vida, este é o Cristo de Deus, o vindo de Deus, ele já está em nós pela vida, basta a consciência se desligar da carne que a produziu e ligar neste espírito que ela está na vida eterna, pois o outro lado é o vazio eterno.

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − quinze =

Categorias

Postagens Rescentes