Lei

A lei é extremamente subjetiva, como diz um ditado: cada cabeça uma sentença, aquilo que pode ser certo para um, pode ser errado para outro e vice-versa. Dentro do universo temos infinitas leis, e muitos cientistas descobriram muitas delas, como as leis da física, da química, das procriações e etc., e cada coisa da natureza tem as suas leis particulares, e o Criador-Deus também estabeleceu uma lei para a sua criação humana e esta lei foi o motivo que levou Deus a criar o ser humano, isto é, o ser humano foi criado por um objetivo certo, e sair fora dessa lei estabelecida por Deus é dar bom dia a cavalo. Isaías até disse: a terra está contaminada por culpa dos seus moradores, porquanto transgridem as leis, mudam os estatutos e quebram a aliança eterna.

A vida teria uma sequência eterna no céu pelo Espírito, mas isto se as consciências cumprissem com as leis de Deus, mas como não cumprem, o destino das consciências será o vazio eterno sem volta, pondo assim fim ao propósito de Deus. Caberia a cada consciência buscar saber o propósito do Criador e praticá-lo, mas como cada uma anda por sua cabeça, o destino de cada consciência será mesmo o vazio eterno. Paulo foi categórico quando disse que a lei de Deus se cumpre em nós (consciências), que não andamos segundo a carne, mas que andamos segundo o espírito, e enfatizou que a inclinação da carne é morte e a inclinação do espírito é vida e paz. Vai de cada consciência cumprir com a lei de Deus, que é andar segundo o espírito, para que ela tenha a vida eterna dela, mas se ela andar segundo a carne, deve saber que o seu destino será o vazio eterno.

É tolice burlar esta lei de Deus, se passando por espiritual andando pela carne, o mesmo Paulo disse que não são os que conhecem a lei que serão justificados, mas os que praticam a lei hão de ser justificados. Não tem como enganar a Deus, pois o espírito de Deus já está dentro de cada um de nós, e se diz que ele conhece até as intenções da consciência, e digo mais, até a capacidade que cada consciência tem de fazer as coisas. É tolice dizer que é espiritual com sentimentos carnais, pois o espírito sabe se a consciência está ligada nele ou não. A questão não é o que fala a boca, mas o sentimento que a consciência passa do espírito ou da carne, a questão é justamente onde a consciência está ligada e não no que ela faz, pode ser a madre de Calcutá, se estiver ligada à carne vai para os infernos.

Não são as obras que justificam uma consciência, mas sim onde ela está ligada. Mesmo que um milionário dê toda a sua fortuna aos pobres, ele não se salvará por isso, mas se salvará se desligar a sua consciência da carne e ligá-la no espírito de Deus. Uma pessoa pode ser rica e não ser ligada ao dinheiro, outra pode ser pobre e ser extremamente ligada ao dinheiro, é a ligação que a consciência tem que conta diante de Deus, e se não for pelo espírito estará condenada. Esta é a obra de Deus, desligar a consciência da carne e ligá-la no espírito, trata-se de uma metamorfose existencial internamente dentro de cada consciência, não é nada do lado de fora, Deus não olha a aparência, mas olha o coração. Essa é a lei de Deus para as nossas consciências, que elas se desliguem da carne e se liguem no espírito, fora desta lei tudo é fantasia de cada consciência e não a levará a lugar algum senão ao vazio eterno. Não existe intercessão, ninguém morreu em seu lugar e ninguém se salvará pelo perdão, tudo isso é invenção de igrejas e não vai acontecer.

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − oito =

Categorias

Postagens Rescentes