Loucura ou psicopatia

Quando uma consciência quer alguma coisa neste mundo, ela não se importa com nada que tente tira-la do seu objetivo, trabalha de sol a sol, perde a vergonha de pedir as coisas, se precisar se humilha, faz até coisas que não quer para agradar quem quer que seja para chegar no seu objetivo, mas quando não quer, qualquer coisa é motivo para desistir. Todas as consciências dizem querer a vida eterna do espírito, mas não deixam absolutamente nada da carne para obtê-la, seria como; eu quero a vida eterna do espírito desde que ela não me atrapalhe de eu ter as minhas coisas na carne, mas se a vida eterna do espírito consiste exatamente em deixar a carne pelo espírito, como que a tua consciência quer obter a vida eterna ligada à carne? Trata-se de uma metamorfose existencial dentro da consciência, ela deve deixar a carne pelo espírito. Se a tua consciência não deixar a carne pelo espírito, simplesmente cairá no vazio eterno sem volta. Enquanto o espírito estiver te dando a vida, a tua consciência pode ficar à vontade, mas e quando o espírito voltar a Deus e a tua carne morrer, o que a tua consciência fará com a carne morta? O espírito que você ignorou voltou a Deus e a carne que você tanto cuidou dela, morreu. O que a tua consciência acha que vai acontecer com ela na eternidade, ela não se importa com isso?

Pense bem, trata-se de uma eternidade e não desses poucos anos de vida que você tem na carne. A tua consciência tem noção do que seja uma eternidade? Com certeza não, pois se tivesse jamais cometeria esta loucura, pois cem anos na carne não significa absolutamente nada dentro de uma eternidade. De que vale a tua consciência viver estes poucos anos de vida na carne e depois passar uma eternidade no vazio? Não chamo a tua consciência nem de louca, mas de insana, psicopata, perdeu a razão. Nasceu neste mundo, produziu a consciência, descobriu que a vida está no espírito, mas foi atrás da morte. Como explicar isso se nem o Criador-Deus que é extremamente sábio não conseguiu explicar? A loucura é quando alguém comete um crime hediondo, sabendo o que está fazendo, o psicopata é aquele que está diante de uma tragédia eminente e age como se nada estivesse acontecendo. A consciência insana é aquela que não está sã do juízo, a famosa libertina. Pedro disse: sede sóbrios, porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor buscando a quem ele possa tragar. Em salmos está escrito: que Homem há que viva e não veja a morte, ou que livre a sua alma do poder do mundo invisível? Consciência nenhuma se atenta para as forças deste mundo invisível, trata-se de uma luta no campo ideológico, no campo do entendimento, o racional contra o irracional, a maneira como a consciência confecciona o entendimento dentro dela. O único caminho que nos leva a verdade das coisas é o caminho racional, não pode ter o menor veio de dúvidas, mas todos os pontos devem ser sustentados por argumentações lógicas. Os debatedores devem ser conscientes do que seja um axioma, uma máxima, um aforismo. Exemplo: como o acaso pode explicar um corpo tão complexo como o nosso? Seria uma aberração no entendimento, seria o mesmo que tentar provar que o computador não tenha um criador. E os movimentos dos astros trilhonesicamente precisos dentro de suas órbitas pré-definidas, quem explica a vida ou a morte, quem sabe de fato o que produz como criação? Quantas fases tem o propósito da vida, e como passar de uma fase a outra? É lógico que para quem não tem estas respostas é mais simples dizer que é ateu.

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + 8 =

Categorias

Postagens Rescentes