Luta perdida

Do que adianta ficarmos lutando por algo que não tem valor, por coisas que não nos acrescentarão em nada? Perdemos um tempo precioso ficando com toma lá, dá cá, com coisas que guardamos no coração e que aprisionam nossa mente, ficamos amarrados como cachorros em corrente curta, como ovelhas dentro do cercadinho, como passarinho aprisionado na gaiola cantando triste a sua realidade, como presa na mira do predador sem esboçar reação ao seu favor. Não! Não pode ser assim! Pois Deus nos mostrou a miséria em que estávamos e o tudo que podemos chegar e ser, não podemos mais ficar agindo como filhos sem Pai, como esposa sem marido, como se não fôssemos ninguém. Somos alguém, nos conhecemos, sabemos de onde viemos, o que estamos fazendo aqui, para onde vamos, andamos no caminho da vida e queremos herdar o céu, ou não é isso? São as coisas de Deus que devem estar dentro dos nossos corações, é o espírito, nosso senhor, quem deve estar dentro das nossas consciências e não coisinhas que não somam em nada. A nossa luta é para limpar nossa casa e não permanecer no passado ou continuar entulhando lixo sobre ela, a luta é interna e solitária com o senhor, por isto a relação íntima com o senhor deve acontecer, de você senti-lo não só pela vida, mas em si, nas suas palavras, em seus atos, pensamentos, pois muitas vezes defendemos tudo, menos o nosso senhor, temos que ver a nós mesmos, porque quantas vezes pisamos, cuspimos e traímos nosso senhor? O coração deve abrir-se para o senhor como criança pura e não com o coração rancoroso. O meu senhor está aqui dentro de mim, não está no outro, é no meu senhor que tenho que edificar minha casa, é o meu senhor quem me justificará, a minha condenação ou salvação virá do meu senhor e não dos outros ou da minha própria boca. É o senhor que temos que ouvir e não os sentimentos carnais, é o senhor quem deve agir por nós, por nossa boca, nossos sentimentos, nossas ações, tudo o senhor, nada deve ser o meu umbigo, meu nariz empinado, minha superioridade, do jeito que eu quero, do jeito que a maldita quer. Não!! Temos que nos impor diante de Deus e não diante do diabo, o poder está nas nossas mãos e dentro de nós, a mão poderosa de Deus em nossos corações, não está no outro, mas em nós e é no senhor que habita dentro de nós que devemos crer, pois cada porção divina veio buscar a sua consciência individualmente!

Por Maria Lúcia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 2 =

Categorias

Postagens Rescentes