Muito simples

O propósito de Deus é tão simples, mas tão simples, que ninguém acredita nele. Todas as consciências preferem ser enganadas a que se curvar diante da simplicidade de Deus. Imagine, Deus enviou a porção do seu espírito a cada um de nós pela vida e disse: eis que Eu envio o meu anjo que te guardará neste caminho e te trará até este lugar que Eu vos tenho preparado. Este anjo já está dentro de cada um de nós pela vida, basta as nossas consciências se entregarem a ele, que se diz, que tudo ele fará. Deus sabe que as nossas consciências foram produzidas ainda agora neste mundo e na lei está escrito que todos seriam ensinados por Deus, e que, quem fosse ensinado por Deus, seria conduzido ao seu espírito que já está dentro de cada um de nós, pois a vida eterna da consciência está neste espírito que Deus já nos assentou pela vida.

A nossa vida eterna não está em Deus, muito menos em Jesus, mas está exatamente neste espírito que já nos dá a vida. Não se busca o espírito de Deus em igrejas, e nem dirão: ei-lo aqui ou ei-lo ali, mas o espírito de Deus já está dentro de cada um de nós. Este é o vindo de Deus, o Senhor justiça nossa, o nosso salvador, o verdadeiro Cristo de Deus, e todos que são guiados por este espírito, estes são os filhos verdadeiros de Deus, os filhos legítimos da sua vontade, em que a alma de Deus tem prazer. Deus é espírito, e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade. Paulo disse que na carne é impossível agradar a Deus, e disse também que o nosso culto racional seria o sacrifício vivo de si mesmo na carne, e mais ainda, que todos os dias eu morro um pouco para a carne, seria uma metamorfose existencial em vida. A consciência estaria se desligando da carne que a produziu e se ligando no espírito de Deus pela vida eterna dela. Trata-se de um processo gestativo interno dentro de cada consciência, a consciência seria como o casulo da lagarta que se transforma numa linda borboleta.

O grande problema das consciências é que elas não acreditam nesta metamorfose existencial dentro delas, mas acreditam no absurdo de que Jesus virá buscá-las, só para não terem que deixar a carne. Jesus não virá buscar ninguém, quem veio buscar as nossas consciências e levá-las ao céu já é este espírito que nos dá a vida, este é o vindo de Deus a nós, é deste espírito que todos os profetas falavam e não de Jesus, como Pedro disse: da qual salvação, todos os profetas falavam, no qual o espírito de Cristo, que estava neles, testificava os sofrimentos que a Cristo havia de vir, mas a glória que o havia de seguir; e isto em todos nós, isto seria um padrão de quem vive por Cristo nesse mundo sofre.

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × três =

Categorias

Postagens Rescentes