Não encontraram a paz

Por que será que acontece isto? Um sentimento que a consciência não quer, ela não consegue tirar de dentro dela, será a força da potestade? Sabemos que a determinação é da consciência e é ela quem deve raciocinar e ponderar em tudo, pois ela foi produzida para ser livre, e só a verdade que nos liberta, e já temos o espírito que Deus nos assentou, e é ele mesmo que a desligará de todos os sentimentos que a prende neste mundo. Portanto cabe a consciência enxergar isto, e se entregar a este espírito que já nos dá a vida e andar por ele, praticando assim o propósito dentro de si. Contudo, embora saibamos que o espírito santo de Deus em nós nos capacita para realizarmos a obra a ser feita, a lapidação em conjunto de nossas consciências, é óbvio também que tal determinação passa pelo querer da consciência e principalmente pelo crer. Então há que se perguntar novamente: por que não creem? Porque não veem e não se permitem ver! Será a força da potestade?

Muitos irmãos no passado, também trilharam este mesmo caminho que estamos passando hoje, enfrentaram o que tiveram que enfrentar, não se importaram com nada, mas honraram a Deus em tudo e hoje fazem parte do seu corpo, por elegerem antes o espírito, que é o senhor da vida em suas consciências, o qual devemos fazer o mesmo neste caminho. E para que isto ocorra temos que confiar no senhor, jogar toda nossa ansiedade nele, porque ele cuida de nós de hoje até a eternidade, ele é o nosso braço, o nosso escudo, o nosso corpo eterno, só por ele vencemos este mundo e podemos dizer como o nosso irmão Jesus: eu venci o mundo. Mas se ficarmos de braços cruzados, esperando que alguém do além faça por nós, nada acontecerá, porque é cada consciência que deve fazer por si mesma, se entregar de fato e de verdade nas mãos do espírito, que ele fará toda a obra dentro de cada consciência. Por isso quem espera muito se perde nas forças do mundo, o que temos que fazer é para hoje, um dia tudo vai passar como fumaça, e assim como florescem belas flores na primavera, também secam e murcham no outono, uma lei a ser praticada. Quem enxerga isto?

Eu enxergo, por isso farei em mim, mas o problema é quem não consegue enxergar, como não conseguem ver quem as criou, como foi dito por um anjo, pelo Criador foi criado, foi dado a vida, e mesmo o Criador sendo tão grandioso não foi reconhecido e desta maneira a consciência fez com que o propósito nunca fosse compreendido. Andam por si mesmas e esquecem do espírito que nos dá a vida, esquecem do Criador e andam por suas vontades, por isso o mundo está como está, pessoas amarguradas que nunca encontram a paz, pois quem as daria está mortificado dentro delas.

 

Por todos os irmãos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − seis =

Categorias

Postagens Rescentes