Nasce uma história

Há muito tempo um menino se depara com um assassinato em sua frente, aquilo chama sua atenção pela morte e ele indagava a sua mãe: o que é morrer? Ela não lhe deu uma resposta convincente e aquilo ficou impregnado na sua mente, volta e meia ele voltava a pensar sobre o assunto, com mais algumas indagações; o que é morrer? Para onde vamos depois que morrermos? Mais alguns anos e ele começou a comprar livros que supostamente falava sobre o assunto, buscou nas religiões, na filosofia, nos pensadores, na ciência humana. Até então, já era um jovem crescido, casou-se, teve filhos e a sua busca não parava, mais e mais livros, leu até a bíblia, mas sua resposta não encontrava, no que ele desistiu da sua busca, mas falou algumas palavras que parece que alguém lhe ouvia, ele dizia: se realmente eu tenho um Criador, não é possível que o meu Criador não saiba que quero fazer a sua vontade, se Ele me mostrar, com certeza, vou realizar, se não me mostrar, posso até me perder, mas onde estiver vou estar feliz, contente, porque eu busquei saber a minha razão intensamente, e se o meu Criador não me falou é porque Ele mesmo não está interessado no propósito Dele.

Dito isto, passou uns dias largado, era só uma questão de tempo e ele voltava a vida normal de ser humano, mas uma coisa interessante aconteceu com ele, ele começou a formar ideias do raciocínio lógico e para completar o seu raciocínio, descobriu dentro de um sonho que o que ele produziu como criação é a consciência, daí tudo ficou fácil, pois agora tem um Criador, a carne que é a criação, e esta criação que produziu a consciência; daí foi só encaixar as peças, descobriu o espírito de  Deus dentro dele pela vida, viu que a lei de Deus para a consciência é se desligar da carne como criação e se ligar neste espírito de Deus pela vida eterna dele. Descobriu as duas ordens, a de Melquisedeque e a de Cristo, as três etapas da vida, a de espermatozóide, de ser humano e de ser espiritual, ou seja, descobriu todo o propósito de Deus claramente. Hoje, ele é a pessoa que mais escreveu textos contando sobre a razão da vida, estuda o comportamento de todas as consciências, no que elas estão ligadas, no que querem, vê que nenhuma consciência está interessada na vida eterna e que tudo que elas querem está neste mundo e é para a sua carne, ele vê também que o espírito de Deus está totalmente ignorado dentro de todas as consciências, e hoje só espera partir desse mundo para adentrar o reino de Deus. Esta foi a história deste menino por este mundo, mas ele vê que todas as consciências estão interessadas mesmo na vida desse mundo, mesmo sabendo que vão perdê-la e para a consciência que cair no vazio eterno, adeus para sempre.

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + doze =

Categorias

Postagens Rescentes