No olho do furacão

Esta expressão “estar no olho do furacão” é usada para descrever uma situação problemática, quem é que está no centro do problema causado. Nós analisamos consciências para o proveito do propósito de Deus e sempre colocamos uma ou outra consciência na berlinda para fazermos esta análise, se o problema pode ser resolvido dentro da lei ou se a consciência já está descartada da vida eterna. Nós analisamos segundo a lei, se dá para aproveitar a consciência ou se ela não consegue se desligar da carne, deve ser analisado consciência por consciência, pois o propósito é individual e não coletivo, como Judá disse a seu irmão Simeão: me ajude a conquistar a minha terra, que depois eu te ajudo a conquistar a sua. Juntos somos mais fortes, um anima o outro, a nossa meta é a vida eterna do espírito.

Eu acho um grande prazer passar no caminho da vida, sei que o caminho da vida é muito difícil para alguns irmãos, mas sempre me prontifico a ajudar cada um deles, seja o que for, estou aqui para ajudá-los, tanto no entendimento, quanto para carregar a carga um do outro, o meu papel diante de Deus é este. Nós estamos neste mundo só pelo propósito de Deus e ninguém está à frente ou atrás, mas estamos todos juntos. Neste mundo precisamos uns dos outros, às vezes a gente pensa que um irmão é forte, mas ele é o que mais precisa de ajuda, somos todos carentes de atenção, de compreensão e do amor fraterno. Às vezes um irmão até comete um ato grave para chamar atenção, e nós estamos aqui para curar as feridas. Tem também as correções, os puxões de orelha, mas o amor sobrepõe a tudo isto e é assim que andamos no caminho da vida com os irmãos, chorando nos ombros deles e eles chorando nos nossos. Somos irmãos verdadeiros, filhos do mesmo Pai que é Deus e o fim de tudo isto, é nos encontrarmos no céu pelo espírito de Deus.

 

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 3 =