O anticristo

O anticristo é o nosso próprio corpo carnal que se levanta contra tudo que é do espírito, como Paulo disse: a carne faz oposição ao espírito e o espírito faz oposição à carne e um é contra o outro para que a tua consciência não faça o que é do querer dela. Por isso a nossa consciência deve se inteirar claramente do propósito de Deus para não cometer lambança no entendimento. O nosso corpo carnal está aqui na qualidade de criação e como criação o papel dele é produzir a consciência, mas a criação não pode usufruir do próprio produto que produz e sim o espírito de Deus, que já foi destinado a isto. Por isso, João disse que o espírito veio para o que era seu, mas os seus não o receberam, os seus são as consciências. A nossa carne se faz o anticristo e rouba o lugar que é de Cristo, isto é, ela se apodera da consciência e quer viver pela consciência, mas por direito quem deve se apossar da consciência é o espírito de Deus, mas todas as religiões fazem o que Paulo disse: mudaram a verdade de Deus em mentira e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador que é bendito eternamente.

A carne roubou o lugar que era do espírito de Deus e a própria consciência não se deu conta disso e ela vem sorrateiramente e deixa o espírito do lado de fora e a consciência não percebe isso. A consciência foi produzida para o espírito de Deus morar nela e não a carne, a carne é o caminho da morte como Moisés disse, e quando ela morrer, jogará a consciência no vazio eterno, e qual a preocupação da carne depois de morta? O tempo que a carne deve aproveitar é agora enquanto o espírito está a vivificando, pois quando o espírito voltar a Deus e a carne morrer, não tem como ela aproveitar, então a carne é a única que não tem nada a perder nessa história e a que mais tem a perder é a consciência que cairá no vazio eterno, só que a própria consciência não está se dando conta disso e está achando que tudo se resolverá, mas não vai, porque depende dela a vida eterna, é ela que tem que entender o propósito de Deus e fazer a troca das existências, trocar a carne pelo espírito, isto é, ela deve deixar a pessoa da carne e assumir a pessoa do espírito, pois se ela não fizer isto, cairá mesmo nas trevas eternas. Não existe outra opção de vida para a consciência fora do espírito e o espírito já está dentro de nós pela vida, como Jesus disse: o espírito é o que vivifica, a carne para nada se aproveita.

 

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − quatro =