O batucar da vida II

A vida já nos foi dada desde o momento da inseminação do espermatozoide do nosso progenitor, e assim fomos sendo gerados dentro do ventre das nossas mães, e esse é o processo para nascermos neste mundo, precisa de um ventre para gerar uma nova vida. E assim todos os dias nasce mais uma vida nesse mundo tão imenso, nasce pessoas de todas as raças e costumes diferentes de cada um, e assim vão crescendo e vivendo conforme o que cada um acredita. O que podemos enxergar é que pode passar geração e geração, mas ninguém vai atrás do que realmente importa, que é o porquê da  existência humana, todos sabem que temos um espírito dentro de cada um de nós, mas poucos o manifestam de verdade, esse é o verdadeiro batucar da vida, que está a todo momento querendo manifestar a existência dele em cada consciência, basta cada consciência reconhecer esse Espírito e dar lugar a esse batuque e ouvir o que ele tem a nos falar e nos mostrar todos os dias. O batucar do Espírito é singelo e de uma forma natural, não é forçado, mas é prazeroso quando manifestamos e andamos por ele, o sentir do espírito é diferente e único, é como um batuque mesmo que nos faz sentir cada toque que é transmitido por ele, por trazer consigo a sua leveza. É uma sinfonia de prazer contínua andar pelo espírito, é alegria e paz, é acordar e dormir todos os dias com aquele mesmo batuque de paz que somente ele nos dá.

 

Por Jeane Reis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − doze =