O sentido do perdão

Não considerar uma traição cometida, porque onde há o perdão é porque houve uma traição, logo onde há o perdão, é porque houve um desrespeito, porque a traição é um desrespeito. Não existe traição na ignorância, mas quem trai é um desrespeitoso. Depois de uma traição nunca mais a relação é a mesma coisa, porque o traidor mostrou a capacidade que ele tem de não ser confiável. É um fraco mentalmente, desajustado, que vai na conversa de qualquer um, como Eva que foi na conversa da serpente facilmente. A consciência traidora é uma desajustada mente fraca que não suporta os ardores de uma fornalha, mas se entrega facilmente aos desejos da carne. Não serve para andar no caminho da vida e com toda certeza não entra no reino de Deus, entra naquela lei que diz; peca voluntariamente depois de ter chegado ao pleno conhecimento da verdade, se diz que não há mais sacrifícios por este pecado e passa ao psicopatismo, que é viver pelo que acha, supondo que o propósito de Deus é um faz de contas. Se cair na realidade, se enforca como Judas, mas como é uma louca psicopata vai vivendo assim, “no eu acho”.

A tua consciência conhecerá como funciona o propósito de Deus no dia do juízo, ou você julga que o céu é cheio de consciências como a sua? Na lei diz que pecou contra o espírito de Deus não há perdão nem neste século e nem no vindouro. O que a tua consciência entende por esta lei? Que há perdão sim e que Deus não deixará a tua consciência fora da vida eterna? São bilhões de consciências caindo no vazio eterno pelo mesmo erro, mas você julga que a tua consciência é especial, mais do que a de Eva que foi expulsa do paraíso? Consciências para Deus, são apenas consciências, não passou na inspeção de qualidade, lixo eterno, se a tua consciência sujou o nome do teu senhor, já era. Como que ele conviveria com uma traidora eternamente? Vamos ver se você entende a lei mais uma vez; aquele que pecar voluntariamente contra o senhor depois de ter chegado ao pleno conhecimento da verdade, não resta mais sacrifícios por este pecado nem neste século e nem no vindouro.

A pior coisa que pode existir, vindo de uma consciência, é a traição, ela mesma fica desmontada psicologicamente, se sente derrotada, não conseguiu passar no teste de fidelidade. Não é mais confiável, ela meio que perde o tino da vida, o que fala não tem mais valor, perde a credibilidade, perde a palavra. De boca fechada já está errada, fica o tempo todo querendo procurar pelo em ovo, não tem mais crédito no que fala, não impõe mais nada. Como fica uma relação assim? A tua consciência acredita que o espírito conviveria com ela assim na eternidade? Se aqui no mundo esta relação já é ferida para sempre, que dirá no céu eternamente? Imagine, o espírito de Deus descartou a tua consciência para sempre, ela não serve mais para ele habitá-la, não passou na prova de fidelidade. Uma insana, vagabunda, meretriz imperiosa, filha da agoureira, que abre as pernas para o primeiro que passa, sabe que fez o que não deveria ter feito e não foi contra um homem, mas contra Deus. Quais as suas chances agora?

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis − 5 =

Categorias

Postagens Rescentes