O sopro da vida

A parte mais bela da vida é quando um ser nasce, logo vemos que a vida é um milagre em ação e a primeira coisa que ouvimos é o som pulsante nas batidas do coração, vemos que o espírito o formou por suas mãos divinas dando o seu fôlego de vida desde o ventre até o nascimento, depois vem o seu crescimento e a perfeição da sincronia da vida. Podemos ver ação da vida no desabrochar de uma flor, no voo de um pássaro, e até mesmo num fruto que brota em seu pé, em toda a sua criação vemos as suas mãos. Levando este contexto para o propósito de Deus vemos que o espírito é quem nos vivifica e em tudo vemos a sua ação pela vida, este de quem testifico é o mesmo que está escrito no livro de João: no princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus e todas as coisas foram feitas por ele, e sem Ele nada do que foi feito se fez, nele estava a vida, e a vida era a luz dos Homens. Também foi o mesmo espírito que se manifestou por Jesus e disse: Eu sou a ressurreição e a vida, quem crê em mim, ainda que morra viverá e quem vive e crê em mim, nunca morrerá. Este espírito é a vida que Deus nos assentou e o que poderíamos fazer sem ele? Obviamente que nada, sem ele não tem o que se fazer, sem a vida as flores murcham, os pássaros não voam, uma criança não nasce e assim por diante. Hoje temos em nós uma porção do espírito de Deus para o assumirmos por nossas consciências, pois é ele quem vai nos levar a última etapa da vida, hoje é o dia oportuno para procurarmos abrigo no espírito e fazermos o que deve ser feito para alcançarmos a graça da salvação. Mais cedo ou mais tarde, a senhora morte baterá a nossa porta e devemos estar preparados para não sermos pegos de surpresa, é nesta hora que o espírito de Deus volta para casa, e ai da consciência que não estiver ligada a ele neste dia, será escuridão perpétua, um estado de miséria eterna sem luz, somente o vazio.

Voz dos anjos

Katia, Michele, Vaninha, Patrícia, Milena

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − 8 =