Objeto de estudo

A aparição do ser humano na Terra até os dias de hoje, onde temos a pré-história, a história antiga, a história média, a história moderna e a idade contemporânea até os dias de hoje, e fora dos períodos históricos que de certa forma mudou a humanidade, como a revolução industrial que impôs o capitalismo no mundo, os finais dos tempos, onde a ciência se alavancou de verdade, até mesmo para a sua autodestruição. Temos ainda o propósito do Criador-Deus que sempre existiu, e que ninguém nunca percebeu e dentro deste propósito temos três fases que se completam dentro de cada um de nós, que é a fase de espermatozoide, a fase humana e a fase espiritual, e todas estas fases são regidas por leis e princípio, e da parte de Deus já está tudo montado dentro de cada um de nós, tem a parte humana também, e a parte da consciência que o ser humano produz. A parte de Deus foi que Ele criou o macho e a fêmea para a reprodução carnal, mas depende do homem e da mulher coabitarem entre si para que esta reprodução aconteça.

Uma vez nascido o ser humano na Terra, ele produz a consciência automaticamente como um fruto natural, esta é a parte de Deus, mas uma vez esta consciência produzida e madura, depende de ela coabitar com a verdade de Deus para a inseminação do Espírito nela, passar por uma gestação e por fim o nascimento no plano do céu pelo Espírito. Estas transformações de espermatozoide para ser humano e de ser humano para ser espiritual são radicais, embora um ser dependa do outro, um não tem absolutamente nada a ver com o outro. É como a metamorfose da lagarta que se transforma numa borboleta, qual semelhança tem uma com a outra? Embora o ser humano veio do espermatozoide, e o ser espiritual veio a partir do ser humano, um não tem absolutamente nada a ver com o outro. Trata-se de transformações radicais, metamorfose existencial dentro dos seus ventres, entra um e sai outro totalmente diferente, pois qual semelhança tem um espermatozoide com um ser humano? Assim também não tem a menor semelhança entre um ser humano com um ser espiritual.

As histórias abrangem a mudanças radicais, e o propósito da vida também abrange mudanças radicais. Imagine a tua consciência deixar de ser um ser e passar a ser literalmente outro ser em que um não tem absolutamente nada a ver com o outro. Lagarta e borboleta, girino e sapo, espermatozoide e ser humano, ser humano e ser espiritual. A coisa é tão esdrúxula e radical que ninguém acredita nesta metamorfose existencial, e por não acreditar, não pratica o princípio para que isto ocorra, na verdade, nem passa pela consciência o coabitar com Deus, a consciência nem sabe que o raciocínio é o órgão genital de coabitação dela e que o entendimento é o gozo dessa coabitação, e se não raciocina em cima da palavra verdadeira de Deus, nunca chegará ao gozo do entendimento. As consciências só coabitam com o engano do diabo, como Eva que ficou ouvindo a conversinha mole do diabo e foi enganada. Hoje, eu vejo o mesmo, as consciências gostam de ouvir lisonjas em seus ouvidos e caem na conversa mole do engano, e como disse o profeta Ezequiel, abre as pernas para o primeiro que passa pelos seus desejos ardentes carnais. As religiões estão lotadas de consciências atrás de prostituições, como disse Ezequiel, e ainda dão presentes para os seus amantes, fazendo o contrário das outras mulheres, que recebem a paga para se prostituírem. Ezequiel chamou estas consciências de dromedárias ligeiras, que correm atrás de seus amantes.

Por O Teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 17 =