Os dois fundamentos

A consciência que estiver ligada à carne no dia do juízo terá que enfrentar um vazio eterno sem volta e sem perdão. Não cabe o perdão dentro do propósito de Deus, pois se trata de uma prática e não de ser bonzinho. Se a consciência se desligar da carne e se ligar no espírito estará na próxima etapa da vida, se não se desligar da carne e se ligar no espírito, não cabe nenhum outro tipo de alternativa.

Jesus disse: aquele que não nascer do espírito não pode entrar no reino de Deus. Por acaso existe algum ser humano que não nasceu neste mundo? Trata-se de uma metamorfose existencial dentro da consciência, se não houver esta metamorfose existencial, a carne pelo espírito, dentro da consciência, ela cairá, sem nenhum tipo de misericórdia, no vazio eterno. Quem inventou o perdão, a intercessão e a misericórdia foram os religiosos, que por não compreenderem o propósito de Deus, inventaram um monte de salvações descabidas. Cada consciência criou um deus particular que supostamente anda por ele, como Isaías disse: pois que, o Senhor disse; este povo se aproxima de mim e com a sua boca e com seus lábios me honram, mas os seus corações se afastam para longe de mim, e os seus temores para comigo, consistem só em mandamentos que aprenderam decor. Deus disse: de que vale a mim os vossos sacrifícios, quem requereu isto de vossas mãos? Os dias de festas, os vossos sábados, as reuniões solenes aborrecem a minha alma. A lei de Deus é clara, deixar de andar pela carne e passar a andar pelo espírito. Paulo disse: porque é impossível alguém na carne agradar a Deus. Só o fato de a consciência estar ligada à carne, ela já está errada diante de Deus, não precisa fazer nada, o erro ou o pecado contra Deus é estar ligado a carne, se a consciência não passar pela metamorfose existencial, se desligando da carne e se ligando no espírito de Deus, esquece a vida eterna do espírito, ela cairá mesmo no vazio eterno.

Mais uma vez eu digo, dentro do propósito de Deus não cabe o perdão, a intercessão ou a misericórdia, ninguém morreu pelos pecados de ninguém e ninguém virá buscar a tua consciência. O propósito de Deus já está montado dentro de cada um de nós, o espírito, a carne e a consciência, e o propósito é realizado internamente dentro de cada consciência, não é nada do lado de fora e depende exclusivamente de cada consciência realizá-lo. Os dois fundamentos estão no entendimento e na prática, que é a porta estreita e o caminho apertado.

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − 8 =

Categorias

Postagens Rescentes