Pedaços de mim

A minha consciência anda pelo espírito de Deus e cada consciência que também anda pelo espírito de Deus, se faz uma célula viva do corpo de Deus, como Paulo disse: e vós também, juntamente, sois edificados para a morada de Deus no espírito. Paulo disse assim das nossas consciências: não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o espírito de Deus habita em vós? Sendo assim, cada consciência que anda pelo espírito de Deus é um pedaço de mim, pois fazemos parte do mesmo corpo e o mesmo corpo não pode andar desunido, como Paulo disse: que somos membros uns dos outros, mas isto para as consciências que andam no espírito, pois as consciências que andam pela carne não fazem parte do nosso corpo, porque são existências antagônicas. Por isso o apóstolo Paulo disse que o espírito luta contra a carne e que a carne luta contra o espírito dentro de nós para que não façamos o que é do nosso querer, mas em seguida ele disse: mas para as consciências que andam pelo espírito, não cumprem com os desejos da carne.

Jamais uma consciência espiritual tem prazer na carne, por isso Pedro disse: amados, peço-vos como a peregrinos e forasteiros que abstenhais dos desejos carnais que combatem contra a alma. Os desejos da carne vão levar a tua consciência ao vazio eterno, pois tanto a carne quanto o espírito são duas existências e no dia do juízo de Deus, o pó tornará ao pó como era e o espírito tornará a Deus que o deu. É neste dia que descobrirá por quem a tua consciência andou, se pela carne ou se pelo espírito, e o juízo de Deus não terá erro, porque o espírito de Deus está dentro de cada um de nós e é uma questão de estar ligado, se a tua consciência estiver ligada à carne, não entra no reino de Deus, e a lei é bem clara: enquanto a carne estiver de pé na tua consciência por qualquer motivo, o espírito de Deus não se estabelece nela e é nessa vontade que andamos, eliminar a carne com seus desejos de dentro da nossa consciência e estabelecer o espírito de Deus nela, como João, o batista, disse: que ele, o espírito, cresça por minha consciência, e que eu, na carne, diminua.

Trata-se de um processo e este é o propósito de Deus, como Oséias disse: vinde e tornemos ao senhor, porque ele vai nos cortar da carne e vai nos ligar a ele, vai fazer a ferida, mas vai curá-la, no segundo dia nos dará a vida e ao terceiro dia nos ressuscitará no plano do céu e viveremos por ele eternamente. Trata-se de uma metamorfose, uma mudança de existência dentro da nossa consciência, isto é, as nossas consciências estão ligadas a carne como um fruto natural, pois foi a carne que produziu a consciência, mas agora devemos desligar a nossa consciência da carne e ligá-la no espírito de Deus, pois fazendo isso, teremos a nossa vida eterna lá no plano do céu, como Jesus disse: aquele que não nascer do espírito, não entra no reino de Deus; e salientou: o que é nascido da carne, é carne, e o que é nascido do espírito, é espírito.

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − 8 =

Categorias

Postagens Rescentes