Resiliência

Capacidade que um corpo ou um sistema tem de retornar ao estado original de equilíbrio após suportar uma perturbação que o tenha afastado do estado original. É o poder de regeneração, reabilitação, restabelecimento, reintegração, voltar ao que era, manter as características iniciais, é sofrer um impacto, mas não se abalar com ele. Impacto: impressão profunda provocada por uma ocorrência grave inesperada. Tem consciência que passa por obstáculos, outras, porém, se entregam a eles. Uma consciência perfeita é aquela que não se deixa levar pelas coisas erradas, mas se corrige imediatamente, e volta ao estado original. O poder de regeneração é maior do que o original, os fracos caem e ficam no chão, os fortes se levantam e continuam a lutar, uma batalha perdida, não diz que perdemos a guerra.

O poder de regeneração da consciência é muito difícil, pois é preciso duas coisas, a primeira, o arrependimento do que fez, que é muito difícil para uma consciência, pois a traição não é considerada um engano, mas uma escolha, segundo que o arrependimento verdadeiro requer que a consciência raciocine muito, coisa praticamente impossível para uma consciência. O raciocínio mostra claramente o que uma consciência quer de verdade, pois toda consciência raciocina só em cima do que ela quer, ela facilita tudo que quer e dificulta tudo que não quer. Toda consciência só raciocina para o mal, como Deus disse na época de Noé: os seus pensamentos são só contra mim para o mal. Raciocinar para o bem de Deus, nenhuma, quando uma consciência vai embora de Deus é para nunca mais voltar, pois qual consciência voltou e foi mal recebida e ficou? Qual consciência nos lembra a mulher das migalhas ou quem nos lembra o filho pródigo?

O arrependimento verdadeiro é pura humilhação no caminho da vida, a consciência não está se arrependendo diante de Homens, mas sim diante de Deus, não tem como ela enganar a Deus, dizendo que está arrependida se não está, a não ser se estivermos diante de uma consciência psicopata ao extremo, mas como camuflar que está arrependida sendo ela mesma a prejudicada? E por que querer mostrar a Deus que está arrependida, se não está, vai ganhar o que com isto? As provas vêm, mais pesadas do que antes, pois Deus disse: de que outra maneira procederia com a filha do meu povo senão pela fornalha da aflição? Trata-se de um campo muito complexo de analisarmos, encontrar respaldos para defendermos ou acusarmos uma consciência. Temos que estar certos de onde a consciência está ligada para julgá-la, senão nem a nossa consciência passa no que julgamos outra.

 

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − um =

Categorias

Postagens Rescentes