Respeitar as diferenças

Eu sempre disse que no universo não existe duas consciências iguais, toda consciência é única, todas elas têm a sua própria identidade, uma identidade particular, e obviamente o princípio básico para que duas consciências se juntem é o respeito às diferenças, a tua consciência tem que entender que a outra consciência não é igual a tua e nem você pode obrigá-la a nada. O único conselho que posso dar é pregar a liberdade consciente. E o que é a liberdade consciente? É a consciência fazer tudo que ela quer, consciente do que está fazendo, e duas coisas básicas dentro desse princípio, primeiro é que uma consciência não pode prejudicar a outra consciência em nada, e o outro princípio mais fundamental é a consciência não prejudicar a si mesma. Salomão chegou a dizer; tem caminhos que aos olhos humanos parecem ser de bem, mas o final é a morte e todas as consciências caem nesta lei, porque foi dado o direito a todas as consciências a andar pelo espírito ou pela carne, e o caminho da carne, que é para aquelas consciências que andam pela carne, o final dele é o vazio eterno das consciências, uma desgraça eterna, mas as consciências que andarem pelo espírito de Deus, voltarão a Deus com ele e lá no plano do céu terão a vida eterna delas.

Esses são os dois caminhos que Moisés propôs, o caminho da vida e o caminho da morte, o caminho do bem e o caminho do mal, e a consciência é o fruto proibido que o Homem comeu pela carne que não deveria ter comido, pois este fruto pertence ao espírito de Deus, como João disse: veio para o que era seu, mas os seus não o receberam. O mesmo João disse: e Deus nos deu a vida eterna, mas esta vida está em seu filho, que é este espírito que já nos dá a vida; e João acrescenta: quem tem o filho de Deus em si mesmo tem o testemunho e tem a vida eterna, mas quem não tem o filho de Deus, não terá a vida eterna. A vida eterna prometida por Deus está nesse espírito que Ele já nos assentou e que nos dá a vida, a consciência que estiver ligada verdadeiramente nesse espírito, não vê a morte, mas passa imediatamente da morte para a vida eterna, como o próprio espírito disse por Jesus: que não se perca nenhum daqueles que se me deu, mas que eu os ressuscite no último dia. Quem disse isso não foi Jesus, foi o espírito de Deus por Jesus, e esse espírito está em nós hoje também, ele é quem salvará as nossas consciências de passar pela morte e cair no vazio eterno, a consciência que não der crédito a este espírito cairá com toda certeza no vazio eterno, esse espírito é o Cristo de Deus, o vindo de Deus a nós, o nosso salvador.

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − um =

Categorias

Postagens Rescentes