Tratamento racional

O ódio já faz parte da índole de muitas consciências, o ódio não é temporão, mas ele já faz parte das características de uma consciência, ele aloja lá no âmago da consciência, como um fungo putrificado. Somente com muita água (palavra) e sabão (compreensão) pôde-se eliminar este fungo da consciência. Eu vejo consciência com o ódio impregnado dentro dela há muitos anos sobre o mesmo fato, a coisa aconteceu quando criança, mas até depois de velho o ódio está lá dentro do coração, um sentimento de vingança, de querer mal ao próximo, uma coisa que não sai do coração. Um sentimento que até cega a consciência, fica uma nuvem preta sobre ela. Eu vejo este sentimento do ódio na consciência, até a boca entorta quando a pessoa fala, ofusca os olhos do entendimento e enquanto você não vê a pessoa na miséria não satisfaz o coração. É um jogo de palavras de ódio, um sorriso pelo canto da boca, um olhar arrogante e é a própria consciência que sofre por isso, porque o sentimento ruim está dentro dela. Todos os sentimentos da alma depende da própria consciência corrigi-los, o remédio seria o entendimento e o entendimento está ligado diretamente ao raciocínio e é aí que o processo emperra, pois todas as consciências são cegas por este olho, podia ser até um tratamento racional, isto é, a consciência te acompanhar no raciocínio, o que também dependeria da consciência disponibilizar um tempo para o tratamento, mas consciência nenhuma raciocina para enxergar que está doente e que precisa deste tratamento, são como os drogados que não buscam o tratamento para a cura. Se a consciência querendo já é muito difícil a compreensão, se não quiser passa a ser impossível.

A consciência é doente, a doença faz mal a ela e ela mesma não busca o tratamento para a cura, pior ainda é que neste mundo não tem terapeutas para a cura das almas, eles buscam dopar a carne com drogas para amenizar os sintomas das doenças, que são: a depressão, a angústia, o ódio, o ciúme, etc. O único remédio que cura qualquer doença da alma seria a compreensão do propósito da vida, de a consciência saber verdadeiramente a razão de existir, saber o motivo real que levou o Criador-Deus a nos criar, trilhar o caminho racional e não o caminho das fantasias. A mentira piora o quadro clínico da consciência, ela não deve aceitar o entendimento, mas enxergar por ela mesma. A cura verdadeira e definitiva de qualquer doença da alma seria a compreensão da razão da vida, mas para chamar atenção das consciências com relação a isso, precisaria de um sinal divino, porque do jeito que vejo, as consciências vão mesmo permanecer doentes até a morte e por fim ainda jogar a consciência nos infernos eternos, pois não existe outro remédio para cura da alma fora da compreensão.

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 3 =

Categorias

Postagens Rescentes