Vida efêmera

A vida do mundo é tão curta

Não dá para ficar discutindo

O tempo perdido não volta

E nem preenche o vazio da alma

Você não sabe de nada

E nem procura aprender

Precisa de um terapeuta

Que só vai enganar você

Das forças de um fracassado

Só luta para perder

Já sabe que morre no fim

Mas não busca compreender

Eu vou te ensinar a ser Homem

Para ter uma razão de viver

A vida passa depressa

Então você tem que correr

Para de ficar discutindo

Se não você vai se perder

Amanhã será outro dia

Vamos do hoje esquecer

A vida é real, verdadeira

Como um copo cheio de água

Vamos matar nossa sede

Nos enriquecer do saber

Um canto de paz nos ensina

Nos leva a refletir

Sobre a razão da vida

E também do nosso porvir

 

Por O teu espírito diz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + 19 =

Categorias

Postagens Rescentes