A verdade entrelinhas

Não seria medo da verdade para se subentender nas linhas, apenas foi assim que aconteceu, as mentiras tão presentes que sua realidade ficou como que beirando o precipício, na margem de todo pensamento. Entendo o porquê disto, a verdade seria dolorosa demais para quem vive em imaginações, é preciso uma dose com os pés no chão, aos poucos, para não assustar suas vidas banais. A verdade é uma só, não há outra, se cumprindo em nós que não andamos segundo a carne e sim segundo o espírito que já está em nós pela vida. O tempo deu um jeito de profanar a visão das almas, hoje a mentira é compartilhada com toda certeza de sua veracidade, porém até onde vai uma mentira? Já diz um dito popular que a mentira tem perna curta, nada à salva, nem mesmo a fé, digo isto com certeza em minhas palavras, pois a verdade está comigo, sendo assim não tenho propriedade em minha fala? A verdade para mim está clara e não entre linhas, o mundo só não há enxerga pelo simples fato de se alimentar com o que é ilusório, e assim a lei de Deus ficou nas penumbras da noite, perdida nos poemas e sozinha nos pensamentos humanos, nunca esteve entre linhas, apenas são cegos pela mentira.

 

Por Luiza Campos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − um =

Categorias

Postagens Rescentes