Eu vejo seu caminhar

Eu vi os seus deslizes

A vi caída ao chão

Tentei te pegar no colo

E te estendi as minha mãos

 

Você estava perdida

Sem ver a solução

Não via a saída

Uma tremenda confusão

 

Eu tentei te alertar

Mas você não me ouviu

Eu te toquei diversas vezes

Mas você não me sentiu

 

Agora vive jogada às traças

Perdida na escuridão

Seus olhos não enxergam

E não vê que sou sua salvação

 

Deitada ficou no seu leito

Acamada por total debilitação

Não tem forças para lutar

Para sair dessa situação

 

Como chamar sua atenção?

Para que tenha reversão

Uma dose diária de entendimento

Seria a cura dos seus tormentos

 

Não tente seguir sozinha

Que sem mim se perderá

Eu sou a saída da morte

Comigo eternamente viverás

 

Compreenda o que te falo

E tenha por certo a mim

Eu te mostrarei o que é útil

E te guiarei no caminho que deve seguir

 

Por Ítalo Reis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + treze =